Apple atribui eliminação de apps VPN a pressão chinesa

No início da semana a Apple eliminou da App Store em território chinês aplicativos dedicados à criação de redes privadas (VPN), uma ação que o CEO da Apple, Tim Cook, justifica como o resultado da pressão do governo do país.

“No início do ano [a China] começou um esforço renovado para reforçar essa política. Preferíamos não remover os aplicativos mas, como acontece em outros países, seguimos a lei onde quer que façamos negócios”, explicou Cook no último relatório financeiro da empresa.

Ainda assim, Cook aproveitou a ocasião para se mostrar esperançoso no futuro, indicando que espera que a China tenha uma atitude mais facilitadora no futuro. “Acreditamos em lidar com governos mesmo quando não concordamos… porque a inovação precisa de liberdade para colaborar e comunicar”, afirmou Cook de acordo com o The Verge.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *