Rio Branco, Acre, 27 de outubro de 2020

TRT pode fechar em agosto por falta de recursos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT/AC), tribunal trabalhista responsável por julgamentos de recursos de ações de trabalhadores da região, pode fechar suas portas a partir do mês de agosto devido a falta de recursos. Cerca de 800 milhões foram cortados só do orçamento deste ano.

A informação foi transmitida na manhã de  desta sexta-feira (17) pelo Desembargador do trabalho, Francisco Cruz na frente da sede da Justiça do Trabalho.

De acordo com o Desembargador, o tribunal do Trabalho já não tem recursos suficientes para prestar seus serviços à  sociedade ate o final do ano. A explicação é que houve um corte de mais ou menos 800 milhões no orçamento, principalmente na área de investimento  onde o corte chegou à 90%. Nas demais áreas houve cortes variados como na área de custeio 30%, capacitação 50% e manutenção do processo judicial eletrônico 70%.

“Hoje 100% dos processos na justiça do trabalho são sobre a plataforma eletrônica, então está pondo em risco até a manutenção dos processos judiciais eletrônicos, pois não tem mais recursos para aperfeiçoamento e manutenção”, disse Francisco Cruz.

Ele ainda ressalta que todos os remanejamentos e reduções possíveis já foram feitos para tentar adequar o orçamento com o desenvolvimento das atividades, incluindo a redução no horário de atendimento para economizar, energia, água, telefone, gastos com material, diárias e deslocamentos.

“Nos já fizemos reduções no horário de trabalho e até deixamos de continuar projetos como a exemplo a construção da Vara do Trabalho de Plácido de Castro, havia uma adoração de 1.250.000,00, teve corte de 90% e ficamos apenas com 125 mil. No total houve um corte de quase 800 milhões no orçamento geral que seria destinado para o Tribunal este ano e sem este dinheiro, não há como continuar, o jeito é  parar, talvez a partir do final do mês de agosto”. Desabafou o desembargador.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.