Rio Branco, Acre, 22 de janeiro de 2021

Cadeirante é preso suspeito de aplicar golpes

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O taxista e cadeirante Eracione Trindade da Costa, de 41 anos, foi apresentado, na manhã desta quinta-feira (23), pela Polícia Civil, suspeito de praticar golpes a pequenos proprietários de terra em Rio Branco e Porto Acre. Costa foi condenado a 3 anos e 3 meses por estelionato. Ele foi preso no bairro Cadeia Velha, em Rio Branco, na quarta-feira (22), mas nega o crime e diz que não sabia do processo.

“Não tenho nada a declarar sobre isso. Eu trabalho, tenho meu emprego fixo de taxista e jamais cometi esse crime. Fui condenado e vou cumprir tudo direitinho, mas eu nem sabia desse processo. Faz pouco tempo que precisei renovar meus documentos e não constava nada disso”, se defende.

O delegado responsável pelo caso, Fabrizzio Sobreira, explica que o cadeirante se aproveitava dos donos de pequenas terras para aplicar o golpe.

“Ele se aproveitava do baixo conhecimento das pessoas e conseguia persuadir. Criava um contexto de compra e venda, do qual não realizava a venda e ficava com as terras. Cometeu esse crime na capital e no interior”, explica.

Costa também já foi preso por homicídio em 1997 e, segundo o delegado, ainda possui outras três denúncias, também de estelionato, além da condenação.

Outras prisões

Também foram apresentados, nesta quinta, José Junior Matos de Souza, de 30 anos, condenado por homicídio a 14 anos de prisão; Eracione Trindade da Costa; Douglas de Oliveira Machado, 24 anos, com prisão preventiva decretada por violência doméstica e e Amauri Galvão da Silva, de 49, condenado a 6 anos por crimes contra a mulher.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.