Rio Branco, Acre, 23 de setembro de 2020

Itália recupera 217 corpos de barco de migrantes naufragado em 2015

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Equipes de resgate da Itália recuperaram, na última quinta (7), 217 corpos que ainda estavam nos destroços de um barco que naufragou em abril de 2015 no Mediterrâneo. Na ocasião, mais de 500 pessoas morreram.

O naufrágio foi um dos piores desastres de que se tem notícia envolvendo migrantes e refugiados que tentam chegar à Europa pelo mar. Em 2015, acredita-se que ao menos 3.770 pessoas tenham morrido tentando a travessia. No mesmo ano, mais de 1 milhão conseguiram chegar ao continente, muitos fugindo da pobreza e de conflitos no Oriente Médio e na África.

Os destroços do barco, um navio pesqueiro que afundou a cerca de 135 km da costa da Líbia, de onde havia partido, foram levados à Sicília na semana passada.

A princípio, acreditava-se que ao menos 700 pessoas haviam morrido no desastre, em contagem feita a partir de testemunhos de sobreviventes. Além dos 217 corpos recuperados dos destroços, outros 169 já haviam sido encontrados nas proximidades do local do naufrágio. No entanto, a estimativa foi mais tarde reduzida para 500 mortos.

Exames de autópsia já foram realizados em 52 corpos. De acordo com a ONU, mais de 2.896 pessoas já morreram neste ano no Mediterrâneo tentando chegar à Europa.

 

Com informações de Notícias ao Minuto.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.