Rio Branco, Acre, 25 de outubro de 2020

Zé Ricardo e diretor são denunciados e vão ser julgados no STJD na quarta

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Os efeitos do jogo com o Corinthians ainda aparecem na Gávea. Se no campo, o Flamengo reverteu a goleada de 4 a 0 para os paulistas com boa vitória sobre o Atlético-MG em Brasília, no tribunal o Rubro-Negro tem julgamento importante na próxima quarta-feira. A Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva denunciou o técnico do Flamengo, Zé Ricardo, e o diretor de futebol Rodrigo Caetano pelos acontecimentos da partida contra o Corinthians. Eles foram denunciados em dois artigos e vão ao tribunal na quarta-feira, a partir das 14h.

Técnico interino do Flamengo há pouco mais de um mês, Zé Ricardo foi expulso naquela partida por protestar contra a entrada de Fagner em Ederson, que deixou o jogo no segundo tempo e, lesionado, deve ficar fora time por até um mês. Heber Roberto Lopes não marcou falta no lance.

O jovem treinador foi denunciado com base no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que fala em “assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva” e prevê suspensão de uma a seis partidas como punição para quem “desrespeitar os membros da equipe de arbitragem ou reclamar desrespeitosamente contra as decisões” do juiz. A lei da Justiça desportiva prevê também a possibilidade de pena mais branda, com reversão de suspensão pela advertência “se a infração for de pequena gravidade”.

Com relatos na súmula de xingamento ao juiz Heber Roberto Lopes, que ainda provoca revolta do Flamengo, o diretor de futebol Rodrigo Caetano foi denunciado no artigo 243-F, que fala em ofensa à honra “por fato relacionado diretamente ao desporto”. O texto prevê multa de R$ 100 a R$ 100 mil e suspensão pelo prazo de 15 a 90 dias para dirigentes.

A notícia de infração que o Flamengo levou à Procuradoria do STJD contra Heber Roberto Lopes, pela atuação na derrota contra o Corinthians, ainda não tem resposta. Por telefone, o procurador geral do tribunal Paulo Schmitt disse que recebeu o documento na última sexta-feira e que distribuiu aos procuradores para analisarem.

– Ainda não temos posição. A Procuradoria vai analisar – disse Schmitt.

 

Com informações de Globoesportes.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.