Rio Branco, Acre, 29 de setembro de 2020

Beijo pode pode causar infertilidade, diz estudo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Uma equipe de investigadores da Universidade de Ferrara, na Itália, apresentou recentemente um estudo que revela que existe um subtipo do vírus do herpes que, ao ser passado pelo beijo, pode ser um dos responsáveis pela infertilidade feminina.

O vírus em causa – o HHV-6A, já anteriormente associado à infertilidade – pode ser transmitido de pessoa para pessoa através da troca de saliva, como acontece no ato de beijar, lê-se no site da revista científica PLOS ONE.

Para chegar a estas conclusões, os investigadores italianos analisaram o útero de 66 mulheres entre os 21 e os 38 anos, das quais 36 eram férteis (e já tinham tido, pelo menos, uma gravidez bem-sucedida) e 30 tinham sido diagnosticadas com infertilidade primária e nunca tinham sido mães.

Depois de avaliaram cada um dos resultados obtidos, os cientistas notaram que 43% das mulheres inférteis (13 de 30) apresentavam a presença deste subtipo do vírus do herpes, que não foi detectado em nenhuma das mulheres férteis.

Como indica o estudo, as mulheres que estavam infectadas com o HHV-6A tinham níveis elevados de estradiol (hormônio sexual que pode desencadear o aparecimento do vírus) e também níveis anormais de citocinas (proteínas conhecidas por serem importantes no processo de reprodução, uma vez que interferem diretamente com a fertilização dos óvulos).

Embora os resultados tenham sido concretos, os investigadores salientam que é ainda cedo para traçar novas terapêuticas. Além do vírus não ser detectável em análises sanguíneas nem em amostras com saliva, o seu comportamento não é sempre igual e pode refletir o fato das variantes do HHV-A6 usarem receptores diferentes de células.

 

Por Lifestyle.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.