Rio Branco, Acre, 23 de setembro de 2020

Executivos do grupo JBS conhecem indústrias de suínos e peixes do Acre

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

A convite do governador Tião Viana, três executivos do grupo JBS S.A., maior empresa de proteína animal do mundo, visitaram o Acre nesta quinta-feira, 14. Só no Brasil, o grupo controla marcas como Friboi, Seara e Big Frango, entre outras. Os integrantes vieram conhecer de perto o modelo de investimentos público-privado-comunitário desenvolvido no estado, em especial o da suinocultura no Alto Acre – consolidado com a inauguração do frigorífico Dom Porquito, em Brasileia – e do Complexo Industrial Peixes da Amazônia.

A comitiva do grupo empresarial veio composta por Renato Costa, presidente da divisão de carnes, Ivan Siqueira, diretor executivo de negócios, e Marcelo Zanatta, diretor executivo regional. Para o governador Tião Viana, a presença dos executivos demonstra também o reconhecimento dos avanços das políticas públicas do Estado no desenvolvimento de suas cadeias produtivas.

“O maior grupo industrial de proteína animal do mundo está agora visitando o Acre e fazendo uma prospecção empresarial, olhando oportunidades de investimento nessa cadeia produtiva de suínos e piscicultura. Isso traz uma esperança, uma expectativa de que nós possamos ter um grande investidor apostando na indústria e na produção da atividade meio no Acre”, disse o governador.

No Acre, a JBS já possui negócios com um frigorífico de bovinos. “Estamos aqui a convite do governador Tião Viana, que é um empreendedor e valoriza a cadeia da produção como um todo. Viemos ver oportunidades e conhecer ainda mais o Acre nessas outras proteínas, que seriam o suíno, o frango e o peixe. A JBS está sempre estudando oportunidades e estamos bem satisfeitos com o que temos visto”, afirma Renato Costa.

O potencial acreano na suinocultura

Inaugurada no fim de 2015 com um investimento de R$ 86 milhões, a Dom Porquito é hoje a maior indústria do Acre. O frigorífico tem abatido de 180 a 200 suínos por dia, vendendo carcaças inteiras, cortes nobres e uma gama de embutidos, além de se preparar para exportar, ainda este mês, para a Bolívia pela primeira vez.

Paulo Santoyo, diretor-presidente do grupo que administra a Dom Porquito, informa que a empresa, junto com a Acreaves, já possui 650 empregados, superando até mesmo a prefeitura de Brasileia. Ele explicou a vantagem de estar com um frigorífico desse porte numa região de fronteira, podendo exportar pelo Oceano Pacífico por meio da Rodovia Transoceânica e recebendo diversos incentivos tributários, como a Zona Franca Verde.

Os executivos da JBS conheceram todas as unidades do frigorífico e ficaram impressionados com o que viram, principalmente com o nível tecnológico da unidade, que veio da Alemanha. “Fica a melhor impressão possível. Visitamos as granjas também, vimos que são muito bem organizadas, com equipamentos modernos, pessoal bem treinado e uma indústria nova, com uma estrutura bem montada, fluxos corretos. Eu gostei”, conta Renato Costa.

Para Paulo Santoyo, receber executivos do maior grupo empresarial de carne animal do mundo é um grande orgulho. “Para nós, é importante que eles venham conhecer o que está sendo feito no Acre, transferir conhecimento e, quem sabe, fazer parcerias. Esse é um momento singular da suinocultura e avicultura no Acre”, disse.

Complexo Industrial de Piscicultura

A última visita do grupo foi ao Complexo Industrial de Piscicultura Peixes da Amazônia. Na ocasião, a direção do complexo explicou detalhadamente todo o processo produtivo da unidade, desde o Centro de Alevinagem, passando pela Fábrica de Ração e finalizando com o Frigorífico de Pescado, onde o grupo acompanhou toda a fase de processamento.

Tião Viana contou aos empresários que esta semana o Complexo obteve do Ministério da Agricultura,  Pecuária e Abastecimento (Mapa) a autorização que permite a exportação da proteína animal para qualquer país. Além disso, o pescado produzido e processado no Acre já consolidou mercados de grandes centros no país, além de avançar em negociações com a Argentina, a Venezuela, o Peru e a Bolívia.

Até o momento, só no frigorífico são processadas 20 toneladas de peixes por dia, o que resultou na geração direta de quase 200 empregos.

O grupo

A JBS é uma empresa brasileira, com origem em Goiás, fundada em 1953. É uma das maiores indústrias de alimentos do mundo, operando no processamento de carnes bovina, suína, ovina e de frango e no processamento de couros. Além disso, o grupo comercializa produtos de higiene e limpeza, colágeno, embalagens metálicas, biodiesel e outros. Seus negócios são divididos em três unidades: JBS Mercosul, JBS Foods e JBS USA, que inclui as operações de bovinos nos EUA, Austrália e Canadá, suínos e aves nos EUA, México e Porto Rico.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.