Rio Branco, Acre, 26 de setembro de 2020

Consulado pediu teste de drogas para MC Bin Laden, diz empresário

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

O empresário de MC Bin Laden afirmou que o consulado norte-americano no Brasil pediu um “teste de drogas” (exame toxicológico) e a equipe do cantor não conseguiu agendar a tempo. De acordo com o profissional, esse foi o motivo que fez com que o funkeiro não conseguisse embarcar para os Estados Unidos, onde faria um show neste sábado (23).

Segundo o G1, o artista, dono do hit “Tá tranquilo tá favorável”, foi barrado pelo consulado. Por causa disso, sua apresentação no Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMA), foi cancelada. Procurado pelo jornal, o consulado dos Estados Unidos no Brasil ainda não comentou o caso.

Toda documentação necessária foi entregue e o visto de Bin Laden chegou a ser liberado, mas, segundo representantes do famoso, o empecilho fez com que o consulado se negasse a carimbar a permissão de entrada no país.

Em julho, o funkeiro se apresentou em Lisboa, Bélgica e Suíça.

Bin Laden seria uma das atrações do festival Warm Up 2016, que está em sua 19ª edição, organizado pelo MoMA. O evento mostra  “o melhor de músicos, DJs e sons experimentais – locais e internacionais – de diferentes gêneros”, informa o site oficial.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.