Rio Branco, Acre, 20 de outubro de 2020

Candidato de Cruzeiro pode gastar o dobro que Rio Branco

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Os partidos políticos querem entender a conta do Tribunal Superior Eleitoral, quando publicou a tabela com os valores máximos que podem ser gastos pelos candidatos majoritários e vereadores.

Houve distorção de um município para outro, onde não se levou em conta a quantidade de eleitores.

Um candidato a prefeito de Cruzeiro do Sul pode gastar até R$ 568.224,37 na campanha eleitoral. Em compensação, Rio Branco que tem 5 vezes mais eleitores, o candidato está limitado a R$ 222.066,85 no primeiro turno e R$ 66.620,06 no segundo. O candidato de Sena Madureira pode gastar R$ 20 mil a mais do que o da Capital.

Na maioria dos outros municípios acrianos, o teto para os candidatos é de R$ 108 mil.

Segundo o diretor do Tribunal Regional Eleitoral, Sandro Roberto, a Justiça Eleitoral está usando como base as despesas apresentadas na última eleição, onde tem segundo turno a base usada foi 70% dos gastos da eleição passada, já para as regiões com apenas um turno são 50%. “Os candidatos vão ter que se adequar a esses valores, não têm outra saída. Quem descumprir será multado”, alertou.

Para os coordenadores de campanha dos dois maiores partidos do Estado, PT e PMDB, o valor delimitado para Rio Branco vai inviabilizar os projetos de campanha.

O vereador Gabriel Forneck, presidente da executiva municipal do PT, explicou que R$ 222 mil servirão para a propaganda na TV. “O material impresso, locação de imóveis e veículos, contratação de pessoal não vamos poder fazer mesmo que tenhamos dinheiro em caixa. Isso é um absurdo, pois na última eleição gastamos dois milhões de reais”, revelou.

O coordenador da campanha do PMDB, Pádua Bruzugu, também não sabe como vai trabalhar com esse teto. “De qualquer maneira como a regra vale para todos, se for obedecida haverá uma igualdade na campanha. Será a luta do verbo contra a verba”, completou.

Para os candidatos a vereador também existe um teto. Em Rio Branco, é de R$ 119.325,63; Cruzeiro do Sul R$ 21.313,31; Sena Madureira R$ 49.204,07. Em Plácido de Castro e Tarauacá R$ 33.472,81 e no restante dos municípios R$ 10.803,91.

Para o juiz eleitoral, Luiz Camolez, responsável pela propaganda, as novas regras vão facilitar a Justiça a verificar melhor a prestação de contas dos candidatos, principalmente, aqueles que recebem dinheiro e não colocam na contabilidade oficial.

 

As informações são da Gazeta.net

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.