Rio Branco, Acre, 31 de outubro de 2020

Justiça abre ação contra ex de Brunet por lesão corporal grave

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A Justiça de São Paulo abriu ação criminal contra o empresário Lírio Parisotto, de 62 anos, acusado de agredir sua ex-mulher, a atriz e modelo Luiza Brunet, de 54. Com a decisão, o executivo vai responder pelos crimes de lesão corporal grave por ter supostamente quebrado um dedo dela em dezembro de 2015, no Brasil, e lesão corporal leve, por ter quebrado quatro costelas da ex-modelo durante uma viagem do casal aos EUA, em maio deste ano.

A denúncia do promotor Carlos Bruno Gaya da Costa, do Grupo de Atuação Especial de Enfrentamento à Violência Doméstica (Gevid) foi feita a partir da denúncia da própria atriz, e investigações da promotoria, que também ouviu a versão do executivo.

Desde o final de junho, a pedido do Ministério Público, a Justiça proibiu o empresário de se aproximar ou mesmo manter contato com a ex devido as denúncias de agressões.

Os crimes de lesão corporal de natureza leve no contexto da violência doméstica podem ter penas de três meses a três anos de detenção; se a lesão for de natureza grave, as penas podem ser 1 ano a 5 anos de reclusão. A classificação das lesões sofridas pela atriz foi feita pelos laudos técnicos do Instituto Médico Legal.

Ao longo da investigação, o empresário depôs ao Ministério Público e alegou que foi agredido “muitas vezes” pela namorada e que iria apresentar provas, inclusive testemunhais, de sua versão.

 

Com informações do Estadão Conteúdo.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.