Rio Branco, Acre, 28 de outubro de 2020

Passar horas vendo TV aumenta risco de morte, diz estudo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Fazer uma maratona de cinema ou de séries pode ser extremamente prejudicial para a saúde. Mas agora, um novo estudo publicado na revista científica Circulation destaca que passar horas seguidas vendo televisão pode aumentar o risco de morte por embolia pulmonar.

Os investigadores da Universidade de Osaka, no Japão, liderados por Hiroyasu Iso, analisaram o hábito de ver televisão de cerca de 86 mil pessoas e acompanharam-nas ao longo de 19 anos. No início do estudo, entre 1988 e 1990, a idade dos participantes variava entre os 40 e os 79 anos. No final da investigação, 59 pessoas haviam morrido de embolia pulmonar.

Embora o número seja pequeno em relação ao total de participantes, os resultados mostraram que aqueles que tinham o hábito de passar entre 2,5 a 4,9 horas por dia vendo televisão corriam um risco 70% maior de sofrer uma embolia pulmonar do que aqueles que ficavam menos de 2,5 horas diárias à frente ao aparelho.

As pessoas que diariamente passavam mais de cinco horas assistindo algo na TV tinham duas vezes mais probabilidade de morrer, em comparação com aquelas que passavam até 2 horas e meia vendo televisão por dia.

O estudo mostrou ainda que por cada duas horas adicionais em frente à TV, por dia, o risco de embolia pulmonar fatal aumentava em 40%.

De acordo com a revista Veja, para diminuir esse risco, os autores recomendam dar uma volta pela casa e fazer alongamentos a cada hora passada assistindo algo. Além disso, os viciados em séries podem também contrair e relaxar os músculos das pernas durante cinco minutos enquanto assistem o aparelho.

 

Por Lifestyle.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.