Rio Branco, Acre, 25 de novembro de 2020

Jovem acreana é enforcada até a morte e marido foge com o filho

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A Polícia Civil em Porto Velho, procura desde a noite de ontem, o barbeiro José Edilson Pereira Sobrinho, de 23 anos, principal acusado de ter assassinado por enforcamento, a manicure Luciana Andrade da Silva, de 24 anos.

Luciana foi morta por asfixia, com um cinto e deixada amarrada ao pé da cama do camal, que residia na Rua Agda Muniz, bairro Conceição, zona sul de Porto Velho.

O crime aconteceu na tarde da última quinta feira e o corpo de Luciana, que era natural de Sena Madureira, no Acre, encontrado por colegas de trabalho no início.

Segundo relatos passados á polícia, Edilson chegou para trabalhar na parte da tarde e teria dito no salão de beleza onde trabalhava junto com a mulher, que havia assassinado Luciana, mas os colegas de trabalho não deram ouvidos.

Uma das pessoas que trabalha no salão disse que Edilson ficou furioso ao ver a foto da vítima ao lado de outro homem. Já no final da tarde, o acusado retornou ao salão e reafirmou que havia matado a esposa.

Os colegas foram até a casa onde o casal morava e encontraram o corpo de Luciana caído e amarrado com um cinto no pescoço.

Vizinhos disseram que Edilson vendeu alguns eletrodomésticos e fugiu levando o filho de 2 anos do casal.

Parentes de Luciana que residem em Porto Velho disseram que o copro dela não será trasladado para sua cidade natal. Até o fechamento desta reportagem, o acusado não havia sido localizado.

 

Por Luciano Tavares.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.