Rio Branco, Acre, 22 de janeiro de 2021

Marido confessa que matou a esposa a golpes de terçado por ciúmes

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Após familiares, com apoio do corpo de bombeiros, encontrarem o corpo de Raimunda Silva Nascimento que estava desaparecida desde terça feira, 4 de julho, o crime teve um desfecho, com a confissão do principal suspeito, o próprio marido. Assim, se confirmaram as suspeitas do Delegado de Tarauacá, José Obetanio. Seu “faro” de policial experiente mais uma vez o fez desvendar mais um crime emblemático que abalou os moradores do município.

Nesta quarta feira, 13 de julho, o eminente delegado Obetanio conseguiu extrair a confissão de Ronaldo Nascimento de Araujo acerca do crime orrendo que Ronaldo praticou contra sua companheira Raimunda da Silva Nascimento de apenas 26 anos de idade.

No último sábado, o delegado lavrou um alto de prisão em desfavor de Ronaldo, tendo a justiça convertido o auto de prisão em flagrante em prisão preventiva. Dai em diante, quando Ronaldo percebeu que a casa tinha caído, após inúmeras tentativas do Delegado Obetanio, terminou confessando o crime na presença do advogado Willian e dos tenentes PMs Correia, Abreu e Cabo M. Aragão, além do delegado.

Ronaldo Nascimento Araújo, 42 anos, topógrafo, natural do município de Cruzeiro do Sul confessou com riqueza de detalhes que assassinou sua esposa a golpes de terçado por desconfiar que ela estava o traindo. Eles haviam vivido juntos há 1 ano e meio.

A CONFISSÃO: Depois de encontrá-la na BR, proximidades do Gregório no dia 5 de julho nas proximidades do Gregório, diz ele, que já não gostou dela ter viajado de carona com um caminhoneiro. Mesmo assim eles foram para a casa de seus pais no município de Cruzeiro do Sul na comunidade. Raimunda foi encontrar o marido para receber dele uma moto que o mesmo teria comprado para ela, porém o negócio não deu certo e a moto não foi comprada, conta o acusado. Após passarem a noite na casa de seus pais, no outro dia, por volta das 14 horas, eles se deslocavam com destino a Tarauacá numa moto, sendo que Ronaldo estava armado com um terçado, porém, segundo ele, ela mesmo tendo observado o terçado não fez nenhuma restrição. Quando chegaram nas proximidades da Localidade “Vem Vem” ainda em Cruzeiro do Sul, ele parou a moto e resolveu ‘tirar a limpo’ as suspeitas que tinha contra ela. Foi aí que a levou para o matagal e desferiu-lhe primeiramente duas terçadadas em sua cabeça. Caída no chão agonizando Raimunda ainda recebeu várias terçadadas, sendo que uma decepou-lhe o braço. Depois do crime, Ronaldo passou a se comunicar com a irmã de vitima através do celular dela. Conta que voltou até a comunidade Santa Luzia, onde consertou o pneu da moto e decidiu vir para Tarauacá, para a casa de uma de suas irmãs de nome Maria, conhecida por “Véa”. Questionado por “Véa” sobre o desaparecimento da esposa, Ronaldo disse a deixou na beira da estrada e voltou para consertar o pneu da moto e quando voltou ela não estava mais lá. Por fim contou que devido tantos questionamentos, decidiu contar a verdade ao delegado. Hoje ele confessou o crime.

 

Com informações do Blog do Accioly.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.