Rio Branco, Acre, 26 de janeiro de 2021

Medidas de Tião Viana são elogiadas em rede nacional

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Durante a apresentação do jornal da Globo News, exibido às 18 horas desta segunda-feira, 4, a apresentadora Leilane Neubarth elogiou as medidas de austeridade adotadas pelo governador Tião Viana para contornar a crise econômica que assola o país. Segundo a apresentadora, o governo do Acre é um exemplo a ser seguido pelos demais estados brasileiros.

A jornalista congratulou a postura do governo para manter em dia o pagamento dos servidores públicos do Estado, a qual Tião Viana adotou medidas que se fizeram necessárias, dada a crise global. Entre elas, o anúncio da redução de 20% em seu próprio salário, da vice-governadora Nazareth Araújo, dos secretários e dos agentes políticos e comissionados – exceto CEC-1, CCI e FC (Função Gratificada).

Além disso, o governador anunciou a redução de aluguel de imóveis, o que representa uma economia de mais de R$ 3 milhões ao ano. Em 2014 e 2015, o governo extinguiu 28 cargos de Agentes Políticos, e todos os telefones celulares institucionais foram suspensos. Entre 2015 e 2016, reduziu 30% do quadro de terceirizados e 30% na locação de veículos.

Vale ressaltar que, em janeiro de 2015, o governo do Acre não adotou o aumento aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), ao qual os agentes políticos são vinculados. O salário dos secretários, por exemplo, se fosse seguir tal atualização, seria hoje de mais de R$ 25 mil.

Atualmente, está em curso a padronização de contratos de terceirizados – que possibilita a padronização de valores nos serviços contratados pelas diversas secretarias.

Acre à frente dos demais estados

O Acre é o único estado do Norte que aumentou o número de empregos em maio de 2016, de acordo com o IBGE. Além disso, está entre os cinco estados brasileiros que teve aumento na geração de emprego. O governo tem mais de R$ 500 milhões garantidos para investimentos, recurso que não pode ser usado para custeio.

Das 27 unidades da federação, apenas três estão com salário em dia, e o Acre é uma delas. De 2011 até agora, o corte do repasse constitucional realizado pela União relativo ao Fundo de Participação dos Estados (FPE) chega a R$ 1,1 bilhão. Especificamente, no período de janeiro de 2015 a junho de 2016, o corte é de R$ 340 milhões.

 

Por Ana Paula Pojo

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.