Rio Branco, Acre, 24 de novembro de 2020

BNDES tem prejuízo de R$ 2,174 bilhões no 1º semestre

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) teve prejuízo líquido de R$ 2,174 bilhões no primeiro semestre, ante lucro de R$ 3,515 bilhões em igual período de 2015, afetado, principalmente, por maiores despesas com provisões (que cobrem possíveis calotes). Esse é o primeio prejuízo da instituição desde o primeiro semestre de 2003, quando as perdas chegaram a R$ 2,4 bilhões.

Tais despesas alcançaram R$ 9,588 bilhões no primeiro semestre, frente R$ 1,635 bilhão um ano antes.

“O aumento das despesas com provisões foi provocado, em grande parte, pela revisão do rating de empresas da carteira do BNDES e pelo impairment de investimentos da carteira de participações societárias em empresas não coligadas”, afirmou o banco em comunicado.

De acordo com o BNDES, a despesa com provisão para risco de crédito atingiu R$ 4,438 bilhões no primeiro semestre do ano, contra R$ 480 milhões no mesmo período de 2015 e R$ 988 milhões no segundo semestre do ano passado, “refletindo o cenário econômico brasileiro desfavorável nos primeiros seis meses deste ano”.

O índice de inadimplência do BNDES chegou a 1,38% em 30 de junho. No fechamento do segundo semestre de 2015, a taxa era de 0,02%.

No primeiro semestre, a carteira de crédito e repasses do BNDES atingiu R$ 646,924 bilhões, uma redução de R$ 48,454 bilhões (7%) em relação a dezembro de 2015. “O resultado foi influenciado pelo efeito da depreciação do dólar na parcela em moeda estrangeira e pela redução da parcela em moeda nacional, impactada pelo fim do Programa de Sustentação do Investimento (PSI), em dezembro de 2015.”

 

Com informações do G1.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.