Rio Branco, Acre, 24 de novembro de 2020

Campanha de Eduardo Campos recebeu ilegalmente R$ 20 mi

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A Polícia Federal concluiu o inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF), dentro das investigações da Operação Lava Jato, e apontou que a campanha do ex-governador Eduardo Campos (PSB) à reeleição, em 2010, recebeu R$ 20 milhões de forma ilegal. Segundo a PF, o dinheiro provém de recursos desviados de contratos celebrados pela Petrobras com três empreiteiras responsáveis por obras da Refinaria de Abreu e Lima, em Pernambuco.

De acordo com o portal NE10, a investigação foi encerrada nessa segunda-feira (8) e a polícia confirmou as informações em nota divulgada nesta quarta (10). A data também marcaria o aniversário de 51 anos de Eduardo Campos, caso ele estivesse vivo. O resultado da investigação mostrou que o então Secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco e Presidente do Complexo Industrial Portuário de Suape, o agora senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) mediou o desvio.

Sem divulgar nomes, a PF afirmou na nota que “foram identificados elementos suficientes para apontar a materialidade e autoria dos crimes de corrupção passiva qualificada, lavagem de dinheiro e organização criminosa de três pessoas: um senador, um empresário e ex-presidente da Companhia Pernambucana de Gás e de um empresário recentemente preso na Operação Turbulência.”

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.