Rio Branco, Acre, 24 de novembro de 2020

Polícia prende mãe suspeita de explorar sexualmente a filha de 12 anos em troca de drogas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Durante a segunda fase da “Operação Cinderela”, desencadeada nesta quarta-feira (17), no município do Bujari, a Polícia Civil prendeu três pessoas por determinação da justiça suspeitas pelo crime de pedofilia, entre elas, uma mulher que vendia a própria filha trocando sexo por drogas.

Dois dos presos são integrantes de uma mesma família, Lucinete Miller Shmit, de 49 anos é acusada de aliciar a própria filha de 12 anos em troca de drogas e o filho Fagno Miller de Oliveira, de 22 anos. Este ainda responde pelos crimes de receptação e tráfico de drogas, estaria em liberdade há apenas 35 dias e é acusado de dar cobertura ao crime, estando ciente dos atos cometidos pela mãe.

Outro que também foi preso na operação foi Alisson Ferreira, que segundo as investigações, seria o homem que pagava para manter relações sexuais com a adolescente.

“A vítima, uma adolescente de 12 anos foi encaminhada pelo conselho tutelar onde já estava sendo atendida assistencialmente. Eles constataram que a jovem estava sendo vítima de exploração sexual por parte da mãe e após investigações nós representamos pelas prisões dos envolvidos que foi concedida, e hoje foram presos”, disse o delegado responsável pelas prisões, Pedro Resende.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.