Rio Branco, Acre, 28 de novembro de 2020

Chuvas reduzem risco de queimadas no Acre

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Os órgãos de controle registraram que nos últimos dias o índice de queimadas urbanas e rurais foram reduzidos em decorrência das últimas chuvas em todo o estado. As informações foram dadas pela diretora técnica do Instituto de Mudanças Climáticas (IMC), Vera Reis, na última segunda-feira, 22.

Segundo o IMC, o acumulado de janeiro a agosto deste ano, registrado pelo satélite de referência, aponta a existência de 1.659 focos de calor, entre queimadas urbanas e rurais, em todo o estado. Feijó ocupa o primeiro lugar no ranking de acúmulo de focos.

O IMC, junto com o Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac) e demais órgãos ambientais promovem ações educativas e repressivas sobre os perigos das queimadas.

Além disso, operações de fiscalização de desmatamento ilegal e combate às queimadas são realizadas em todo o estado.

Os cidadãos flagrados cometendo quaisquer dessas práticas ilegais são autuados e têm suas áreas embargadas, como previsto em lei.

Chuvas nas últimas 24 horas

Nas últimas 24 horas houve registro de chuvas em Assis Brasil, Brasileia, Xapuri, Sena Madureira Tarauacá, Porto Walter e Jordão. O Rio Acre em Xapuri atingiu a marca de 1,88 metro.

Em Rio Branco, porém, o nível do Rio Acre continua baixando. Nas últimas 24 horas, o manancial diminuiu oito centímetros e registra na manhã desta segunda-feira, 22, a marca de 1,43 metro em Rio Branco, de acordo com medição realizada pela Defesa Civil.

 

Com informações da Agência de Notícias do Acre.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.