Rio Branco, Acre, 25 de novembro de 2020

“O que está amarrado aqui, ninguém desfaz mais”, teria dito Ilderlei Cordeiro durante cooptação de vereador tucano

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O candidato a vereador tucano Clebisson Freire concedeu entrevista coletiva à imprensa hoje pela manhã no comitê central do PSDB. Clebisson é o denunciante do esquema de cooptação de candidaturas tucanas para a coligação de apoio à Ilderlei Cordeiro, capitaneada pelo PMDB.

Sua denúncia resultou na prisão pela Polícia Federal nesta terça-feira do chefe de gabinete de Vagner Sales, Mário Neto e do presidente municipal do PSDB, Edson de Paula. Para a PF, Clebisson denunciou que seu apoio a Ilderlei Cordeiro seria comprado por cinco mil reais. A PF realizou a prisão em flagrante de Mario Neto e Edson de Paula, e encontrou os cinco mil reais mencionados pelo candidato, justificando a manutenção do flagrante. Ambos pernoitaram na carceragem da PF.

ilderlei

“O que está amarrado aqui, ninguém desfaz”, teria dito Ilderlei, sobre os acordos firmados por Vagner Sales

No coletiva desta quarta-feira, Clebisson deu detalhes do acordo que vincularia o seu apoio a Ilderlei Cordeiro. Além dos cinco mil reais, Edson de Paulo teria lhe prometido uma gerência em um posto de lavagem e um cargo na secretaria de meio ambiente, já prometida para Edson de Paula depois do dia 3 de outubro. O acerto teria se dado na secretaria municipal de assistência social. Ainda segundo Clebisson, Ilderlei teria sido chamado por Vagner Sales na secretaria e confirmou os acertos “o que está amarrado aqui ninguém desfaz mais”, teria dito Ilderlei.

Clebisson

‘Lava Jato’. Edson de Paula teria oferecido emprego de gerente em um posto de lavagem que ele ainda vai abrir. Ano que vem.

A abordagem 

Clebisson conta que Edson de Paula o teria abordado em um banco e de

lá, o levou de carro até a secretaria de assistência social, onde as conversações aconteceram.

“Ele me chamou para ter essa conversação, em uma tentativa de me tirar do partido. Ofereceu cargo para trabalhar como gerente de um posto de lavagem que ele abriria no ano que vem.”

“Na assistência social, Vagner Sales propôs a quantia de cinco mil reais e após o dia três de outubro, ele iria me chamar para trabalhar na prefeitura, na secretaria de meio ambiente. Estavam presentes nessa reunião o Vagner, e o Edson, depois ele ligou para o Ilderlei Cordeiro que compareceu juntamente com o filho de Vagner, o Fagner.”

Segundo Clebisson, Ilderlei teria confirmado o acerto. Vagner teria dito “O que está ao meu alcance é somente até o dia primeiro. A partir do dia primeiro, quem resolve é o Ilderlei, mas ele não vai desfazer nada do que eu tiver amarrado antes.” Ilderlei teria confirmado: – não se preocupe. Com a sua vinda para cá, eu garanto tudo. O que está amarrado aqui ninguém desfaz mais”.

Perguntado se teme pela sua segurança, o jovem Clebisson respondeu:

“Um cara que é capaz de comprar o silencio de praticamente toda uma população e ser nomeado como coronel do Juruá, a  gente fica apreensivo. Mas a gente tem fé em Deus”.

Confira o vídeo

 

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.