Rio Branco, Acre, 24 de janeiro de 2021

Brasil goleia Honduras e garante vaga na final

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O Brasil vai disputar o ouro no futebol masculino pela quarta vez. A seleção goleou Honduras por 6 a 0 nesta quarta-feira e está na final da Olimpíada Rio 2016. A equipe do técnico Rogério Micale havia eliminado a Colômbia nas quartas de final com vitória por 2 a 0 e passou por cima dos hondurenhos com um gol-relâmpago aos 15 segundos de jogo, marcado por Neymar. Com a tranquilidade no placar, Gabriel Jesus marcou dois, Neymar fez mais um e Marquinhos e Luan completaram o placar. O adversário não poderia ser melhor para o futebol brasileiro: a temida Alemanha, que venceu a Nigéria por 2 a 0 na outra semifinal e garantiu vaga na decisão.

Ainda que a vitória da seleção tenha sido contra a fraca Honduras, a impressão que fica é que o técnico Rogério Micale acertou a equipe. Depois dos empates por 0 a 0 nos dois primeiros jogos, ele fez duas trocas ao longo da competição que fizeram o time render mais: tirou Thiago Maia e Felipe Anderson e colocou Walace e Luan. Com os dois, o Brasil venceu a Dinamarca por 4 a 0, a Colômbia por 2 a 0 e Honduras por 6 a 0. Apesar de ter sido a última seleção a marcar na Olimpíada, só no terceiro jogo, os comandados de Micale ainda não levaram gols. Mérito do treinador, claro, mas também da dupla de zaga formada por Marquinhos e Rodrigo Caio. Destaque também para o bom trabalho defensivo dos laterais Zeca e Douglas Santos, que apoiam pouco o ataque para dar mais liberdade ao quarteto ofensivo. O técnico parece ter encontrado um bom equilíbrio entre um time com quatro atacantes e uma defesa sólida.

O Brasil também tem podido contar mais com Neymar, que começou a Olimpíada sentindo o peso de ser ao mesmo tempo o capitão e o craque da equipe. Luan e Gabriel Jesus, principalmente, têm marcado gols que tiraram do camisa 10 a necessidade de salvar a equipe, como vinha acontecendo na seleção principal. A tão falada Neymardependência não existe no time olímpico. É sem essa pressão que Neymar tem mostrado o que tem de melhor. Contra Honduras, marcou o gol mais rápido da história dos Jogos Olímpicos. Assim que os hondurenhos deram a saída de bola, ele correu para cima dos zagueiros, pressionou os rivais e dividiu com o goleiro para abrir o placar para o Brasil aos 14 segundos.

Com as meninas fora da disputa pelo ouro, – a seleção feminina joga pelo bronze na sexta-feira – cabe ao futebol masculino a missão de conquistar o inédito título do futebol em Jogos Olímpicos. A final acontece no próximo sábado, às 17h30, no Maracanã. O adversário do Brasil é a temida Alemanha, na partida que pode ser tanto o melhor quanto o pior desfecho para o traumático 7 a 1.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.