Rio Branco, Acre, 30 de novembro de 2020

Liminar mantém dissolução de diretório municipal do PR. Com a decisão PMDB pode perder um minuto e meio no tempo de TV

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A desembargadora Eva Evangelista expediu decisão liminar mantendo a dissolução do diretporio municipal do PR de Cruzeiro do Sul. A decisão influi sobre o bloco de partidos que ficaram conhecidos como ‘partidos da Antônia Lúcia’, que em Cruzeiro do Sul, capitaneados pelo PR – Partido da República, decidiram apoiar a coligação de Ilderlei (PMDB), contrariando decisão do diretório estadual. A dissidência resultou na dissolução dos diretórios municipais pelo estadual. Contudo, a partir de uma ação interposta pelo então presidente municipal do PR, o vereador Clodoaldo, a dissolução do diretório foi anulada em primeira instância na justiça.

camara-municipa-clodoaldo

Vereador Clodoaldo, presidente municipal do do PR. A decisão em segunda instância mantém o afastamento dele do diretório.

Com a liminar, os vereadores que disputam pelos ‘partidos da Antônia Lúcia’: PR, PSC,PEN,PTC e Solidariedade, em tese poderiam ser obrigados pelo diretório estadual a abandonarem o apoio à Ilderlei Cordeiro e passarem a pedir voto para Henrique Afonso, inclusive no material de campanha. A ação foi impetrada pelo diretório regional do PR, contra o diretório municipal.

Por telefone, o deputado federal Wherles Rocha, presidente estadual do PSDB disse que não irá obrigar os vereadores a pedirem voto em Henrique, mas comemorou que o tempo referente a estes partidos: cerca de um minuto e meio a que os vereadores tem direito deverá agora fazer parte das inserções da coligação de Henrique Afonso.

“Agora, a disputa deverá ficar mais equilibrada”, disse.

 

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.