Rio Branco, Acre, 27 de novembro de 2020

Em Cruzeiro do Sul, amigos fazem protesto após morte de jovem em acidente

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Amigos do jovem Roberclaudio Silva, de 22 anos, se reuniram em frente ao Ministério Público do Acre (MP-AC), em Cruzeiro do Sul, para reivindicar que a promotoria peça a prisão do motorista da prefeitura que atropelou e matou Silva e sua mãe, Maria Celi Almeida, na última sexta-feira (26).

O grupo era composto pelos amigos de capoeira e Kung fu, esportes que Silva praticava. Ele e a mãe trafegavam na estrada do aeroporto, em Cruzeiro do Sul, quando um carro oficial da Secretaria Municipal de Saúde colidiu de frente contra a motocicleta em que eles estavam.

Um dos amigos de Silva, Carlos Augusto diz que o grupo quer justiça e lama a morte precoce do amigo. “Ele tinha um futuro pela frente. Perdemos um irmão e estamos indignados porque o rapaz que cometeu esse crime está em liberdade”, disse.

O autônomo e amigo da vítima, Thiago Alves, de 23 anos, criticou a Justiça e disse que os acidentes de trânsito têm sido muito recorrentes na cidade e que é necessário que providências sejam tomadas.

“O carro não anda só, precisa da mão humana para estar controlando. Os acidentes não são de hoje, é um caso que está virando cotidiano na nossa cidade e a lei precisa ser mais severa com quem não presta socorro. Se não surtir efeito agora, vamos voltar em um grupo maior.

Cruzeiro do Sul tem 13 mortes no trânsito
Com a morte de mãe e filho, em oito meses, a segunda maior cidade do Acre, Cruzeiro do Sul, registrou a décima terceira morte por acidente de trânsito. O índice aponta que o número de mortes nos oitos meses de 2016 ultrapassou 18% o do ano todo em 2015, quando foram registradas 11 mortes.

 

Com informações do G1.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.