Rio Branco, Acre, 23 de novembro de 2020

MPF pede R$ 1 milhão por morte de onça

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas ingressou com ação civil pública na Justiça Federal, e pede que o Exército seja condenado a pagar R$ 1 milhão por danos morais coletivos após o incidente que resultou na morte da onça pintada Juma, durante a passagem do revezamento da tocha olímpica por Manaus.

De acordo com o jornal Extra, na ocasião, Juma tentou se desvencilhar das correntes e foi atingida por dois tiros na cabeça. O procurador da República Rafael Rocha quer impedir ainda que o Exército utilize animais silvestres em exibições públicas.

.Rocha afirmou que não havia autorização para o animal participar do evento. Segundo relatório do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (IPAAM), a onça ficava no 1º Batalhão de Guerra na Selva (1º BIS), mas o único local com as licenças necessárias para esta guarda é o Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS).

Logo após o ocorrido, o (MPF) recebeu 28 representações de pessoas que exigiam uma providência sobre o ocorrido, um número bastante incomum pelo procurador.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.