Rio Branco, Acre, 25 de novembro de 2020

Suspenso pelo STJD, Dorival reclama: ‘Punidos deveriam ser outros’

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O zagueiro Gustavo Henrique, o técnico Dorival Júnior e o presidente do Santos Modesto Roma Júnior foram punidos nesta quarta-feira pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) por reclamações contra o árbitro Rodrigo Batista Raposo, que apitou a derrota do Santos por 2 a 1 para o Internacional, no Beira-Rio, no último dia 8 de setembro, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O meia Lucas Lima, expulso na partida polêmica, pegou um jogo de suspensão, já cumprido contra o Corinthians.

O treinador e o defensor pegaram duas partidas de gancho. A diretoria do Peixe já informou que irá entrar com recurso, mas caso a decisão continue vigorando até a próxima sexta-feira, Dorival e Gustavo estão fora dos jogos contra Sport e Atlético-PR, pelas 27ª e 28ª rodada do Brasileirão, respectivamente.

Após a classificação do Alvinegro Praiano para as quartas de final da Copa do Brasil, ao empatar em 2 a 2 com o Vasco, em São Januário, o treinador santista comentou a punição, que considera injusta.

“Não quero falar muito sobre isso, mas só acho que eles têm que analisar de forma bem fria o que aconteceu naquela partida. Os punidos não deveriam ser os atletas, o treinador ou o presidente do clube, mas infelizmente é assim no nosso país”, disparou.

Além de Dorival e Gustavo Henrique, o presidente Modesto Roma Júnior também foi punido pelo STJD: suspensão por 90 dias e multa de R$ 40 mil.

 

Com informações de Espn Brasil.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.