Rio Branco, Acre, 24 de novembro de 2020

Jorge Viana nega denúncia exposta na Operação Omertà

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O senador Jorge Viana negou envolvimento nas irregularidades pontadas na 35ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada na manhã desta segunda-feira e nomeada pelos investigadores de Operação Omertà.

Um ex-assessor do senador Jorge Viana, o agora consultor Marcio Antônio Martucci, é suspeito de ter relação com propina negociada pelo ex-ministro da Fazenda e ex-chefe da Casa Civil Antônio Palocci com a construtora Odebrecht.

A planilha da Odebrecht aponta que um “menino da floresta” teria recebido R$ 2 milhões. Na construtora existia um Departamento de Operações Estruturadas, apelidade pelos investigadores de “departamento de propinas”.

Sobre esse assunto, o senador divulgou a seguinte nota à imprensa.

NOTA DO SENADOR JORGE VIANA

Sobre notícia tentando vincular meu nome nesta sujeira que atinge a todos os partidos e a política no Brasil, deixo bem claro, sem nenhuma dúvida, que não fiz nenhum contato direta ou indiretamente com o ex-Ministro Antônio Palocci solicitando ajuda para minha eleição de 2010.

Não existe a menor possibilidade de eu ter pedido dinheiro de atividades ilegais ou ilícitas nem qualquer troca de favores para financiar minha eleição.

Minha campanha para o Senado foi feita dentro da Lei e em cima de muito trabalho realizado na época de Prefeito e Governador. Minha eleição devo tão somente ao povo do Acre.

Jorge Viana

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.