Rio Branco, Acre, 28 de novembro de 2020

Polícia Federal fecha posto de combustíveis clandestino

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A Polícia Federal prendeu na última terça-feira (27) quatro pessoas acusadas de comprar combustíveis na Bolívia e vender no município de Epitaciolândia. Esse tipo de comércio é ilegal devido à evasão de divisas e o não pagamento de impostos.

O litro da gasolina comprado na Bolívia era vendido no lado brasileiro por R$ 1,75, valor bem abaixo do preço de mercado no Brasil. “Não houve nenhuma resistência, até então porque já estávamos preparados; já estávamos acompanhando há bastante tempo”, disse o agente da polícia Carlos Adalto.

De acordo com as investigações, o posto clandestino abastecia, em média, 200 veículos por mês. O combustível também era vendido para políticos em campanha eleitoral. “A operação visa combater o contrabando de vários produtos, principalmente o de combustível, que tem sido frequente na região. Isso atrapalha o comércio local”, justificou o delegado, Fares Fegali.

Além do dono do posto de combustíveis, foram presos também clientes do posto por receptação. Entre eles, taxistas e candidatos. Os nomes dos presos não foram revelados.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.