Rio Branco, Acre, 28 de novembro de 2020

Ministério Público do Acre recorre contra ‘liberdade’ de Hildebrando Pascoal

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Por entender que o ex-coronel Hildebrando Pascoal ainda não tem os requisitos necessários para a concessão de progressão de pena, o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), impetrou mandado de segurança para barrar a concessão do beneficio.

Ainda na manhã desta última quinta-feira (06), Hildebrando ganhou a progressão de regime do fechado para o semi aberto concedido pela juíza da Vara de Execuções Penais da Comarca de Rio Branco, Luana Campos. Os promotores que integram o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), foram contrários a decisão e hoje, impetraram o mandado de segurança com pedido de liminar contra a decisão judicial.

Com o mandado de segurança, o MP do Acre pretende suspender a eficácia da decisão judicial e, ao mesmo tempo, está interpondo novo agravo em execução para impugnar a decisão do Juízo da Vara de Execuções Penais da Comarca de Rio Branco.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.