Rio Branco, Acre, 30 de novembro de 2020

Buffon descarta aposentadoria e diz: ‘Eu vivo para isso, para calar os críticos’

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Primeiro goleiro da história a receber o Golden Foot, prêmio entregue a atletas acima de 28 anos por seus méritos na carreira, Gianluigi Buffon afirmou que ainda não tem a intenção de se aposentar. Alvo de contestações por conta de suas atuações recentes, o ídolo da Juventus e da seleção italiana também comemorou o troféu, que considera uma resposta aos críticos.

“Não me canso dos prêmios. Dependendo do momento em que chegam, são o reconhecimento de um bom trabalho”, disse o arqueiro durante o programa Tiki Taka. “O momento de me aposentar chegará, definitivamente, e eu aceitarei da maneira mais serena possível. Para continuar a me desenvolver, preciso de estímulos, principalmente de críticas. É bom quando fazem o seu funeral e, depois, você o desmente. Eu vivo para isso, para calar os críticos.”

Depois de uma falha grave no jogo contra a Espanha, válido pelas eliminatórias europeias para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, que acabou em empate por 1 a 1, Buffon voltou a pisar na bola no último sábado, contra a Udinese, pela oitava rodada do Campeonato Italiano. O goleiro, no entanto, pôde contar com o apoio da apaixonada torcida de Turim e exaltou seus companheiros na Velha Senhora.

“A Juventus é um grande grupo, trabalhamos todos juntos com o mesmo objetivo e estamos unidos, tanto nos momentos bons como nos ruins”, declarou o italiano, que deixou claro o desejo de conquistar o pentacampeonato mundial com a seleção azzurra. “Se passaram 24 anos entre 1982 a 2006, quando vimos a Itália no topo do mundo. Desde 2006, só se passaram dez anos, então ainda temos mais 14 e eu quero estar lá!”

 

Com informações de ‘Espn Brasil’.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.