Rio Branco, Acre, 30 de outubro de 2020

Fecomércio/AC inaugura em Cruzeiro do Sul o maior Centro de Turismo e Lazer da Amazonia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Expectativa é estimular o turismo no Vale do Juruá

Potencial turístico mais estimulado. É apenas uma das propostas do Centro de Turismo e Lazer do Sesc em Cruzeiro do Sul, inaugurado nesta sexta-feira, 23, pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Acre (Fecomércio/AC). O evento contou com a participação do diretor geral do Sesc Nacional, Carlos Artexes Simões; do prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderley Cordeiro; do governador do Acre, Tião Viana; do presidente da Fecomércio/AC, Leandro Domingos; do senador do Acre, Jorge Viana; e de autoridades locais e nacionais.

Cruzeiro do Sul se localiza a 631 quilômetros da capital acreana, no Vale do Juruá, e é conhecida por seus balneários e culinária. Agora, com o novo empreendimento, a expectativa é que mais pessoas se desloquem até a cidade. A obra, iniciada em julho de 2011, chegou a empregar 280 trabalhadores e foi custeada com recursos do Departamento Nacional do Sesc.

Leandro Domingos ressalta que o investimento teve apoio incondicional do presidente da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviço se Turismo (CNC), Antônio Oliveira Santos, e do diretor nacional do Sesc, Carlos Artexes Simões. “Não haveria, sem sombras de dúvidas, este empreendimento sem estas contribuições. Somos extremamente gratos a todos os que ajudaram”, diz.

Para a diretora regional do Sesc/AC, Débora Dantas, há um valor social inestimável na obra. “Além de gerar empregos e renda durante a obra, o Complexo vai, agora, gerar ainda mais benefícios para a região, pois será necessária a contratação de muitos outros profissionais para o Sesc. Somado a tudo isso, pretendemos chegar ainda mais perto do comerciário e da sociedade de modo geral”, afirma.

Estrutura do Complexo de Turismo e Lazer

São 33,4 hectares com açude e floresta preservados, aumentando ainda mais o contato com a natureza da proposta do complexo. Além disso, a estrutura é composta de parque aquático com três piscinas, bloco de cultura com teatro e cinema, bloco administrativo, bloco de saúde com academia de ginástica, restaurante, ginásio poliesportivo, campo de futebol, estacionamento com cerca de 250 vagas e hotel com 63 apartamentos.

Autoridades comentam inauguração

Carlos Artexes relembrou que o Sesc é uma instituição de âmbito nacional: tem mais de 500 unidades, está em mais de 2 mil municípios. “Mas é sempre muito impressionante quando temos a vivência de um território, de um local, como o caso do Complexo de Turismo e Lazer de Cruzeiro do Sul. É realmente impactante a capacidade do Sesc de criar algo não é só esteticamente bonito, mas que realmente contribui com a população da cidade, da redondeza. Nós temos certeza que essa unidade é capaz de impactar uma região mais ampla que a própria cidade”, disse.

Artexes lembrou, ainda, que o Sesc, tem, cada vez mais, mostrado a importância que essas unidades têm no desenvolvimento local, seja na perspectiva econômica ou social. “Então, realmente, só podemos parabenizar a Fecomércio do Acre, e tenho certeza que Cruzeiro do Sul acolhe bem a proposta do Sesc. Temos certeza que essa unidade vai poder proporcionar à população o desenvolvimento local da região”.

O presidente da Federação do Comércio do Amazonas e representante na solenidade do presidente da Confederação Nacional, Roberto Tadros, comentou que os méritos maiores são do presidente Leandro Domingos. “O presidente Leandro num âmbito visionário e de amor ao Acre, vislumbrou a possibilidade de instalar uma bela unidade aqui em Cruzeiro do Sul. Decididamente, esta obra vai orgulhar a todos os acreanos e os brasileiros de um modo geral. E, além disso, o sistema Sesc do Brasil, no comando de Antonio Oliveira Santos, que acreditou na competência de Leandro [Domingos] materializou este empreendimento com garra, honestidade e decência.

Para Tadros, os grandes vencedores desse processo, pela ordem, seriam Antônio Oliveira Santos e Leandro Domingos “E o povo do Acre, que se beneficia disto. Esta é uma obra que serve de monumento e de exemplo pela capacidade de realização do empresariado brasileiro do setor de comércio e serviço, através e na cristalização de um trabalho desenvolvido pelo Sesc do Acre com a ajuda indispensável do Sesc Nacional”, declarou.

Tião Viana, governador do Estado do Acre, enfatizou que tem uma opinião muito alegre. “A primeira alegria é de reconhecimento. Imaginamos que o Acre já vinha tendo uma evolução muito forte na parte de hotelaria, e agora, faz um coroamento: quando o Sistema S constrói uma unidade dessas, passa a ser uma referência enorme para a Amazônia e para o Brasil, com uma nova visão nacional na parte de hotelaria. Sem dúvida, alguma, se destaca e coloca o Acre no topo em questão de melhores hotéis, de maior qualidade, para acolher. É uma enorme alegria constatar isso, e parabéns ao Leandro Domingos e a todos que participaram desta empreitada´”, comentou o governador.

O ex-diretor do Sesc no Acre, Marcos Cézar, e atualmente diretor do Sesc no Pará, foi um dos idealizadores da obra, mas enfatizou que todos se empenharam muito. “Eu digo que houve muito esforço do presidente Leandro [Domingos], do conselho regional, de todos os servidores que estiveram juntos neste sonho. Hoje, para mim, a satisfação é muito grande em vê-lo todo realizado. Porque o sonho de todos tornou-se realidade, e não de uma única pessoa”, declarou.

Já o senador Jorge Viana (PT/AC) disse estar impressionado, já há algum tempo, com as obras e concretização delas por parte do Sistema S, principalmente no caso do Complexo. “Não tenho como não parabenizar o Leandro Domingos, presidente da Fecomércio/AC, e a estrutura da CNC e do Sesc por terem dado atenção à parte mais ocidental da Amazônia: um dos motivos mais importantes dessa região, Cruzeiro do Sul. É um centro de apoio ao turismo com um hotel e infraestrutura que vai atender não apenas à população de Cruzeiro do Sul, mas dos municípios vizinhos e, eu posso afirmar, de boa parte do Estado do Acre”.

Jorge Viana relembrou que esta é uma realização que enche a todos de orgulho. “Especialmente neste período de crise e de dificuldade. Eu, mais uma vez, quero cumprimentar a direção do Sesc, em especial a Leandro Domingos, pelo empenho para que estes investimentos, que geraram emprego, criaram uma estrutura de suporte ao turismo e infraestrutura para que Cruzeiro do Sul possa receber. E, para mim, é um exemplo de que recursos que são administrados por entidades como a Fecomércio/AC, a própria CNC, podem ser devolvidos à população com investimentos como este, que enche os olhos de quem conhece e de nós todos que estamos participando da inauguração”, afirmou o senador Jorge Viana.

Conhecendo Cruzeiro do Sul: A terra dos Náuas

Cruzeiro do Sul é um município brasileiro localizado no interior do estado do Acre. É o segundo município mais populoso do estado, superado apenas pela capital, Rio Branco, da qual se distancia 631 quilômetros. Destaca-se por ser um importante eixo turísticos e econômico do Acre. A cidade possui construções e monumentos que contam um pouco sobre a história do Acre.

O nome da cidade é inspirado na constelação “Cruzeiro do Sul”, e surgiu da implementação do decreto de 12 de setembro de 1904, quando o Coronel do Exército Brasileiro Gregório Thaumaturgo de Azevedo instalou a sede provisória do município, em um local denominado “Invencível”, na foz do Rio Moa.

É conhecida como a “Terra dos Náuas”, sendo uma cidade com muitas coisas mostrar: igarapés mágicos, praias de areias claras e finas, águas escuras e límpidas, passeios e pescarias pelos rios e a vegetação quase intacta.

O extrativismo da borracha foi, até o início do século XX, a principal atividade econômica desenvolvida no município. Além da borracha, a economia da região gira muito em torno da exploração da madeira. A produção de moveis tem chamado a atenção para quem visita a cidade. Atualmente, a farinha é o principal produto da atividade econômica municipal, sendo uma das melhores da região e sendo muito apreciada pelos que conhecem.

Vale lembrar que o município conta com um relevo formado por uma série de colinas e uma vegetação predominantemente amazônica: Cruzeiro do Sul, além disso, é cercada pelo Rio Juruá, que tem o nome de de origem indígena, uma derivação do nome “Yurá”, usado pelos indígenas que habitavam suas margens.

Potencial Turístico

A secretaria de turismo de Cruzeiro do Sul, Dayana Maia, diz que já esta articulando a respeito da viabilidade de instalação de voo comercial entre Cruzeiro do Sul e Pucalpa. “Fomos muito bem recebidos pelos órgãos e ficamos bem felizes com a chance real de este sonho se concretizar em breve. Sabemos da importância de haver um intermédio em Brasília principalmente em virtude de o aeroporto necessitar se alfândega além de outras instâncias federais instaladas no aeroporto. Mas nosso prefeito, Ilderley Cordeiro, está determinado em fazer tudo que for necessário para que este importante investimento seja feito”, afirmou a secretária.

Maia disse ainda que a rota facilitará aos estrangeiros conhecerem o Brasil começando pelo estado mais ocidental: o Acre. “Em principio empresa de pequeno e médio porte estão interessadas em fazer os voos, mas se de certo grandes empresas aéreas podem se interessar uma vez que o público tem grande potencial”, explicou.

“Nós acreditamos que o futuro de Cruzeiro do Sul esteja muito vinculado ao potencial turístico apresentado. Temos dois importantes potenciais que é o lazer e o etnoturismo. As culturas indígenas na nossa região são muito fortes. E isso tem trazido muitas pessoas para nossa cidade. Vamos continuar investindo para que haja melhoria de todos os serviços e o turista se sinta cada vez mais acolhido. Com a inauguração do Hotel do Sesc com certeza será um ponto a mais para nossa cidade”, finalizou.

As delícias de Cruzeiro do Sul

As ofertas de farinha no mercado municipal de Cruzeiro do Sul são inúmeras. Na segunda cidade mais populosa do Acre, é fabricada a melhor farinha do país, de modo que os preços variam de acordo com o tipo e, claro, a quantidade. Um pacote com cerca de dois quilos custa aproximadamente R$ 10.

A farinha é feita a partir da mandioca e na cidade a mandioca é responsável pelo sustento da maioria das famílias cruzeirenses. O produto chega aos mercados de barco, carro e motocicletas. Os agricultores usam várias formas para “escoar” o produto. Ou seja, eles precisam fazer com a farinha chegue aos principais pontos de venda.

Outro produto alimentício famoso para quem chega em Cruzeiro do Sul é o açaí. O fruto é comum na região norte e pode ser consumido de diversas formas: sucos, doces, sorvetes. Mas a forma mais comum é servida em tigelas, junto com banana, cereais e leite condensado.

Reservas e informações podem ser feitas através do telefone: 68 3311.0050

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.