Rio Branco, Acre, 28 de outubro de 2020

Governo cria mecanismo para zerar filas de cirurgias nos próximos meses

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Em entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira, 26, o governador Tião Viana, junto de sua equipe de gestores da saúde, anunciou a criação da Fila Única de Cirurgia no Estado. Trata-se um novo sistema para o agendamento de cirurgias que têm por objetivo zerar a demanda reprimida do Acre nos próximos meses.
Com a mudança, o mapa de cirurgias, que hoje é de responsabilidade da Central de Agendamento de Cirurgias (CAC), vai passar a ser feito pela Central de Regulação Estadual. De forma prática, os médicos reguladores passam a ser responsáveis por fazer o processo de agendamento das cirurgias, analisando diversos fatores, desde os exames pré-operatórios do paciente, avaliação de risco, capacidades de cirurgias diárias e até a disponibilidade do material necessário para o procedimento cirúrgico.
Segundo Tião Viana, o Acre já realiza 17 mil cirurgias por ano. Agora, os médicos poderão ir além de suas cargas horárias e receber remuneração adicional pela realização de mais cirurgias. Com isso, o governo prevê um investimento de R$ 5 milhões a mais para o fim da demanda reprimida.
“É um benefício que vai trazer igualdade plena entre todos os usuários e nós só pedimos um pouco de compreensão da população. Já alcançamos uma redução drástica da fila em 2012, ela voltou a se avolumar e agora acreditamos que encontramos uma solução definitiva. Por isso, em poucos meses, teremos o fim da espera de cirurgias pela população”, disse o governador.
Resultados ampliados

Entre os resultados apresentados, o Acre já conseguiu zerar a fila de angioplastia e está próximo de encerrar a de cirurgias cardíacas, onde não há mais pessoas esperando pela implantação de marca-passos, por exemplo. O governo admite que a maior preocupação dentro da fila de cirurgias é a do setor de urologia, principalmente em idosos, mas que com o novo mecanismo e a contratação de mais profissionais, este setor ganhará uma atenção especial.
O secretário de Saúde, Gemil de Abreu Júnior, ressalta: “O Acre vai deixar um legado de dignidade para a vida das pessoas que estão nessa fila. E paralelamente a isso, vamos estar atuando com uma ampla fiscalização e cobrando que as equipes médicas cumpram suas cargas horárias. Eles estão concordando e percebendo que a população só tem a ganhar”.

 

Por  Samuel Bryan

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.