Rio Branco, Acre, 5 de agosto de 2021

Governo intensifica ações contra desmatamento e queimada em Operação 7 de Setembro

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Nesta quinta-feira, 31, o Comitê Estadual de Gestão de Riscos Ambientais (Cegra), realizou o planejamento da operação e fez um balanço das atividades já executadas nas últimas semanas. A operação vai atuar com mais força em áreas críticas, que vão do município de Manoel Urbano até a região do Juruá.

“Fazemos um apelo para todos os cidadãos de bem das nossas zonas rural e urbana, para que não queime nesses próximos 20 dias. Nós vamos estar em campo com todo o efetivo do governo do Estado, com apoio de órgãos federais e municipais, para combater e aplicar as multas que forem necessárias”, afirma Edegard De Deus, secretário de Meio Ambiente.

Conforme mostra a série histórica de dados dos últimos 40 anos, está começando o período mais crítico das condições climáticas, com altas temperaturas, umidade relativa do ar muito baixa, com pouca chuva. Condições muito propícias para que ocorram incêndios florestais e queimadas nas propriedades rurais.

Além das ações de controle e repressão, o Comitê também realiza ações de preventivas e educativas. O Corpo de Bombeiros do Acre (CBMAC) é o principal responsável pela disseminação das informações sobre os perigos das queimadas.

“Estamos em uma parceria do Comitê Estadual com a Secretaria de Educação, principalmente no programa Quero Ler. Já tivemos mais de 10 mil alunos e professores da rede de ensino alcançadas com essas orientações”, afirma o coronel Carlos Batista, subcomandante-geral do CBMAC.

Só de professores do Quero Ler, foram capacitados 200, que vão replicar os conceitos de prevenção contra as queimadas e desmatamento para mais de 15 mil alunos nessa próxima etapa. Além disso, o CBMAC também está realizando treinamento e montando brigadas de combate a incêndios por todo o estado, somando 12 até o momento.

Atenção às chuvas

O Comitê também está analisando constantemente os dados sobre as chuvas e o nível dos Rios, com isso o Departamento de Pavimentação e de Saneamento (Depasa) já tem montado seu plano de contingência para caso a situação se agrave.

Na última sexta-feira, 24, o governo do Estado decretou situação de emergência (Decreto

no. 7485/2017), devido à estiagem. O decreto prevê apoio do governo Federal para o abastecimento de água em áreas críticas, afetadas pela seca nos municípios de Rio Branco, Brasileia e Porto Acre. A prefeitura de Cruzeiro do Sul também decretou situação de emergência pelo mesmo motivo, situação que é acompanhada pela Defesa Civil Estadual.

O Cegra é formado pelo CBMAC, Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (CEDEC), Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema), Secretaria Estadual de Educação (SEE), Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac), Instituto de Mudanças Climáticas do Acre (IMC), Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA), Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer/Acre) e Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Com informações da Agência de Notícias do Acre.

ALEAC

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.

error: Alert: O conteúdo está protegido !!