Rio Branco, Acre, 3 de agosto de 2021

Em defesa contra denúncia, Temer chama Janot de ‘imoral e indecente’

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Em documento entregue à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) nesta quarta-feira (4), no qual se defende da segunda denúncia feita pela Procuradoria-Geral da República, o presidente Michel Temer elevou o tom ao mencionar a atuação do ex-procurador Rodrigo Janot.

“A obsessão de Rodrigo Janot, seu mal agir, foi antiético, imoral, indecente e ilegal! Em busca do alvo estabelecido, praticaram-se inúmeras ilegalidades, inclusive crimes; feriram-se preceitos morais e éticos; rasgaram-se normas de conduta social, tudo sob o pálio do combate ao crime, o qual estaria inoculado no seio dessa E. Casa de Leis”, diz o documento subscrito pelos advogados Eduardo Pizarro Carnelós e Roberto Soares Garcia.

“Infelizmente, o dr. Rodrigo Janot Monteiro de Barros abusou de sua independência funcional, extrapolou suas funções institucionais, revelando a mais absoluta e inadmissível parcialidade contra o defendente (Temer).” Com informações de Notícias ao Minuto.

ALEAC

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.

error: Alert: O conteúdo está protegido !!