Rio Branco, Acre, 30 de julho de 2021

Seminário discute cooperativismo rural no Acre

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento da Indústria, do Comércio e dos Serviços Sustentáveis (Sedens), realizou nesta sexta-feira, 6, no Teatrão, o primeiro seminário sobre modelos organizacionais de cooperativas rurais, intitulado A Industrialização da Economia do Acre no Modelo Parceria Público-Privado-Comunitária (PPC).

Representantes de cooperativas do Acre e de outros estados, como São Paulo e Alagoas, e também de outros países como o Peru, além do público estudantil, instituições financeiras e de qualificação técnica e profissional participam do evento.

De acordo com o gestor da Sedens Sibá Machado, a proposta de agregar diversas representatividades ao debate está relacionada ao modelo de gestão que o governo vem implantando no estado para impulsionar a economia aliada ao conhecimento científico, a exemplo da Tríplice Hélice – projeto lançado este ano que propõe a parceria entre os setores público, privado e universitário.

“A troca de experiências sempre é vista como algo salutar e nesse dia pretendemos absorver toda a riqueza de informações, para avaliarmos os avanços e identificarmos os desafios que ainda precisamos vencer”, disse.

Em seu pronunciamento, o prefeito Marcus Alexandre resumiu o que representa a importância do cooperativismo no cenário nacional: “Cooperar quer dizer dar as mãos um para o outro e entender que o crescimento vem para todos quando cada um faz sua parte”.

Trabalho consolidado

Há 11 anos no Acre, a Cooperativa de Serviços de Limpeza e Conservação Coopserge representa atualmente 2.750 famílias de cooperados, gerando emprego e renda. Para Gelson Santos, iniciativas como essa que promove as discussões relacionadas ao tema só fortalecem o segmento.

“Já trabalhei no setor público, no privado, já tive meu próprio negócio. Mas foi no cooperativismo que me identifiquei por ver a união de todos por um bem comum. Esses debates precisam existir pra estimular o surgimento de outras cooperativas e a geração de trabalho e inclusão social”, destacou.

Já a Cooperativa de Laticínios Coopel foi criada no ano 2000 e deu origem à indústria de laticínios atuante no estado desde 2004. “Temos a alegria de ver um trabalho consolidado gerando empregos e beneficiando famílias”, frisou Ezequiel Rodrigues, diretor-presidente.

A indústria está inserida no catálogo de fornecedores para a merenda escolar desde 2009 e pretende ampliar negócios. “Vemos que estamos no caminho certo, temos o governo como parceiro e também conquistamos a confiança do setor privado, e o mais importante é que os sonhos não param”, completou Francisco Correia, diretor financeiro da Coopel. Com informações da Agência de Notícias do Acre.

ALEAC

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.

error: Alert: O conteúdo está protegido !!