Rio Branco, Acre, 3 de agosto de 2021

Jorge Viana saúda Vivo por nova fibra ótica no Acre

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O senador Jorge Viana (PT-AC) elogiou a iniciativa da empresa telefônica Vivo de instalar uma terceira linha de fibra ótica no estado do Acre. Os investimentos foram assegurados pelo presidente da companhia, Eduardo Navarro, em duas reuniões com o parlamentar, acompanhado do presidente da Anatel, Juarez Quadros. “Há uma decisão da Vivo de construir uma linha de fibra ótica entre Porto Velho e Rio Branco, entre o Acre e o resto do país”, comentou. “Queria aqui agradecer a todas as companhias de telecomunicação, porque eu sei que isso vai melhorar muito a internet e a telefonia no meu estado”.

Ele lembrou que, no mês passado, o Acre viveu um apagão na telefonia, que causou transtornos à população. “Imaginem um estado ficar sem o uso do telefone, da internet, nos tempos atuais, onde todos nós somos reféns dessa ferramenta para a vida, sejam prefeitos, órgãos públicos, seja a iniciativa privada, sejam os cidadãos”, disse.

No discurso feito na tribuna do Senado, na tarde desta quarta-feira, 29 de novembro, Viana criticou duramente o governo Michel Temer e a direção da Petrobras pelo que considerou injustificáveis aumentos nos preços dos combustíveis no país. “O Acre é o estado onde nós temos a gasolina e o óleo diesel mais caros do Brasil. Na região do Juruá, de Cruzeiro do Sul, dos Municípios Isolados, Feijó, Tarauacá, é uma exploração o que a população sofre”, reclamou.

“O governo e a Petrobras resolveram tirar o couro, explorar ou tentar empurrar o país para o período do fogão a lenha, do carvão”, lamentou. “Nós acabamos de participar da COP em Bonn, onde há um compromisso do mundo de redução das emissões e o Brasil vai na contramão, aumentando o preço do bujão de gás, empurrando uma parcela enorme de brasileiras e brasileiros para terem que buscar outro recurso”.

Ele anunciou que vai solicitar uma audiência pública com a participação da Agência Nacional do Petróleo (ANP), para justificar e debater os seguidos aumentos. “É inaceitável que agora a Petrobras, na hora em que o preço do barril de petróleo alcança mais de US$ 60, na hora em que a redução da exploração no pré-sal vai a US$ 8 o barril, resolva explorar o brasileiro, aumentando injustificavelmente o preço do óleo diesel e da gasolina”, criticou. “É um abuso e um absurdo. E o mais grave ainda é esse aumento no bujão de gás”.

“Vou entrar com um requerimento exigindo um posicionamento oficial da ANP, porque a Petrobras é só de fachada estatal”, destacou. “Na prática, a Petrobras virou uma empresa privada que está se lixando para os brasileiros e só pensa em lucro, em vez de levar em conta a dificuldade que o Brasil vive, com quase 13 milhões de desempregados, com os pais de família, com a dona de casa tendo dificuldade nestes tempos de escassez de emprego, de poder criar segurança alimentar, criar segurança para as famílias”.

Da Assessoria

ALEAC

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.

error: Alert: O conteúdo está protegido !!