Rio Branco, Acre, 28 de julho de 2021

As pichotadas da oposição: Antônia Lúcia faz pré-lançamento de primeira dama e vira piada nas redes sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Pré-primeira dama do Acre.

A oposição não cansa de nos surpreender. Quando a gente acha que já viu de tudo, eles se reinventam. A bola fora da vez ficou por conta da ex-deputada Antônia Lúcia (PR), que resolveu fazer um evento para lançar a esposa do senador Gladson Cameli (PP), a senhora Ana Paula Cameli, como pré-primeira dama do Acre.

Bola fora

O tal evento foi uma tremenda ‘bola fora’. Foi criticado por gregos e troianos: a militância da Frente Popular Acreana – FPA fez a farra, e até mesmo líderes importantes da oposição acharam a ideia precipitada e fora de época. Resumo da ópera: se a bola da Antônia Lúcia já não vinha lá essas coisas, agora virou ‘bola murcha’ de vez.

Melou, Eduardinho?

A pretensão do senador Gladson Cameli (PP) e de aliados próximos de indicar o amigo Eduardo Veloso como seu vice, definitivamente, esfriou. Líderes de partidos da oposição têm marcado posição e são firmes ao deixar claro que não aceitam Veloso, e que Gladson Cameli deve ouvir os aliados na hora da escolha.

A força do PMDB

O principal partido das oposições é, indiscutivelmente, o PMDB, com dois deputados federais, dois deputados estaduais, seis prefeitos, e quase duas dezenas de vereadores. Assim, o partido se acha no direito de ajudar a indicar o caminho da escolha do vice.

Flaviano e Sales

Tanto o presidente do partido, deputado federal Flaviano Melo, como o ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales, entendem que Gladson e o PP devem escolher um vice que una as oposições, e que ajude na unidade e na eleição. Para o PMDB, o vice não pode ser um ‘playboy’, amigo de Gladson; tem que ser um quadro político que o ajude a ganhar a eleição e a administrar depois.

Bola fora II

A Câmara Municipal de Rio Branco deu mais uma bola fora, essa semana, ao aprovar, sem nenhuma ressalva, o projeto do Executivo que tratava da questão dos cobradores de ônibus. A sociedade rio-branquense não perdoou e os vereadores continuam sofrendo uma enxurrada de críticas nas redes sociais.

A Leila perdeu

A resistência da deputada Leila Galvão em ter mais de um candidato do PT no Alto Acre foi quebrada. As articulações feitas pelo articulador Cesário Braga já apontam pelo menos dois candidatos na região: dr. Antônio em Epitaciolândia e outro nome, ainda em fase de conclusão de negociações. É Leila, essa você já perdeu!

Candidato do Juruá

Quem está confirmado como pré-candidato a deputado estadual pelo PT na região do Juruá é o presidente do PT de Cruzeiro do Sul, Grontran Neto. Gontran é um quadro preparado, de família tradicional da região, já foi vereador, é um gestor experiente, e tem muito a contribuir com o debate nas eleições de 2018.

Na disputa

Quem também está na disputa como marinheiros de primeira viagem são os vereadores Mariazinha Sorino (PHS), Lucila Btunetta (PMDB), Marivaldo Figueiredo (PMDB) e Carla Brito (PSB). Acompanhando os neófitos, os já esperimentados Franesi Ribeiro e Eré Marais, ambos do DEM. Manfrine Costa ainda avalia o convite democrata, e também pode ser um nome para a corrida rumo à Aleac.

Briga de foice no escuro

Já entre os medalhões, a briga não deve ser fácil para quem deseja manter um mandato no Juruá. Será uma briga de foice no escuro a disputa por apoiadores, espaço e votos, entre Antônia Sales (PMDB), Maria Antônia (PROS), Luiz Gonzaga (PSDB), Nicolau Júnior (PP), Jonas Lima (PT) e Josa da Farmácia. Se serve um conselho: não leiam o livro da Eliane Sinhazinque.

Estrela decadente

O pré-candidato a deputado federal do PP do Juruá, Rudiley Estrela, não consegue decolar. Suas articulações esbarram na falta de habilidade e credibilidade junto aos principais articuladores na região. Nos bastidores da política, já virou piada o fato de eles fecharem um acordo pela manhã e à tarde já não valer mais para quem o acordo foi feito. Compre bastante suprimentos, empresário, Manacapuru é longe.

No apagar das luzes

No apagar das luzes, em sessão extraordinária, na última quarta feira (13), em plena final da Copa Sul Americana, quando toda sociedade estava voltada para o futebol na TV, a Câmara Municipal de Cruzeiro do Sul discutiu o orçamento do Município para o ano de 2018. E, segundo informação pretende dar um crédito suplementar para o prefeito no valor de 30% do orçamento bruto da municipalidade, e aumentar de R$ 3,5 milhões para R$ 5,7 milhões o orçamento da própria Câmara.

Um escárnio

Se não tem dinheiro para o Município tampar os buracos da cidade, e o prefeito demitiu centenas de funcionários em 2017, como a Prefeitura resolve a seu bel prazer aumentar em R$ 2 milhões o orçamento da Câmara Municipal? Definitivamente, há algo de podre no reino da Dinamarca!

O caos da Marilete

Tarauacá, além de ser uma cidade maravilhosa, historicamente, é um celeiro de problemas sociais e estruturais. Com a gestão da prefeita Marilete Vitorino (PSD), isso tem se ampliado. Essa semana, a sociedade acreana foi alertada sobre uma suposta fraude no calendário letivo das escolas rurais do Município. Foi, inclusive, aprovada na Câmara Municipal uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a irregularidade.

Prefeito de Facebook

Diante do desgaste e da onda de protestos por conta das condições precárias das ruas de Cruzeiro do Sul, o prefeito Ilderlei Cordeiro (PMDB/PP) resolveu usar as redes sociais para tentar explicar à população revoltada os motivos entendidos pela gestão para a situação precária em que se encontram as ruas do Município. Para isso, mandou sua equipe fazer um vídeo onde tenta explicar por que não fez o dever de casa.

O vídeo

No vídeo, a Prefeitura diz que Administração pegou uma cidade cheia de problemas, e que teve que enfrentar a maior cheia da história no rio Juruá. Mas, que mesmo assim, foi possível tampar dezenas de ruas (sem dizer quais e em que bairros, nem tampouco a quantidade exata). O curioso é que as ruas que apresentam maiores problemas, como a avenida Copacabana, passam longe dos locais alagáveis. E, é bom relembrar, na época foram liberados mais de R$ 1 milhão do governo federal para atender as vítimas da enchente.

 

Em péssima hora

A publicidade diz ainda que foram feitos 5 km de recapeamento asfáltico no Município. Mas não diz exatamente em que ruas e avenidas o serviço foi prestado. Por fim, no vídeo, a gestão renova o compromisso de continuar trabalhando para resolver o problema. Porém, a divulgação não poderia vir em pior hora: na manhã desta sexta-feira (15), a Prefeitura vendeu o primeiro lote de máquinas da patrulha mecanizada do Município. E, segundo fonte da própria Administração, a Prefeitura acumula uma dívida em aluguéis de veículos e máquinas pesadas que somam mais de R$ 1,2 milhão.

Dessa do salto

O senador Gladson Cameli parece ter sido mordido pelo besouro azul da soberba. Por onde anda, tem dito que ganha a eleição no primeiro turno, e já se porta como se fosse governador, como se a eleição fosse algo apenas protocolar. Entre seus principais assessores o clima é o mesmo, gente até bem pouco tempo humilde, parece ter se contaminado pela arrogância do senador. É bom lembrar que até mesmo onde Cameli se considera imbatível, que é no Juruá, ele não é nenhuma unanimidade, e as urnas mostram isso nas últimas duas eleições estaduais. Esse episódio atrapalhado envolvendo um lançamento de sua esposa como primeira dama do Acre, e as enxurradas de críticas, devem servir para baixar a bola da turma do Uísque. Seria de bom tom calçar as sandálias da humildade e cair nas periferias em busca votos, esse clima de já ganhou não ajuda em nada, e pode sim ser a senha para o bilhete rumo a Manacapuru. Abra o olho senador.

Por Luiz Carlos Rosa

ALEAC

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.

error: Alert: O conteúdo está protegido !!