Rio Branco, Acre, 30 de julho de 2021

Depois de briga com Marilete Vitorino, Ilderley Cordeiro renuncia à vice-presidência da Amac

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderley Cordeiro (PMDB), renunciou na tarde de ontem ao cargo de vice-presidente da Associação dos Municípios do Acre (Amac), posto que assumiu em janeiro, depois de disputa acirrada. A renúncia veio depois de uma acirrada discussão com a presidente da instituição, a prefeita de Tarauacá Marilete Vitorino (PSD) durante reunião de prestação de contas do exercício de 2017.

A discussão foi motivada pelo desencontro nos números da prestação de contas apresentada por Marilete. Um bate-boca entre os dois ocorreu durante a reunião. Ilderley argumentou que os números financeiros da Associação não batiam, insinuando que o desajuste são resultados de má administração. Após a discussão, Ilderley anunciou sua renúncia ao cargo proferindo um longo discurso.

A luta por espaço político

A renúncia expõe o nível de conflito que existe entre os partidos que formam a oposição no Acre e a luta fraticida por espaços políticos. Para se eleger presidente da Amac, em janeiro deste ano, Marilete contou com o fundamental apoio do senador Gladson Cameli (PP), do Senador Sérgio Petecão )PSD), do deputado federal Flaviano Melo (PMDB), da deputada Jéssica Sales (PMDB) do deputado alan Rick (DEM) e do deputado Wherles Rocha (PSDB) e também do prefeito de Cruzeiro do Sul Ilderley Cordeiro (PMDB). A vitória significou a quebra de uma tradição que garantia ao prefeito da capital Rio Branco, a presidência da Asmac. Também significou uma vitória da oposição no Acre diante da Frente Popular, que governa a capital e o Estado. Naquele momento, a eleição de Marilete, aparentava um novo rumo da oposição marcado pela união de suas forças políticas.

Agora, 11 meses depois, está claro que essa união não passou de um acordo momentâneo que não se sustentou diante de projetos pessoais.

Marilete tem problemas com a administração

Em se tratando de administração pública, parece que Marilete Vitorino é uma espécie de Rei Midas ao contrário. Tudo que ela põe a mão estraga. Assim está sendo em Tarauacá, onde sua atuação como gestora tem se mostrada desastrada e pouco zelosa para com o patrimônio público. Esse fato está se repetindo na administração da Amac, onde sequer as contas estão batendo.

ALEAC

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.

error: Alert: O conteúdo está protegido !!