Rio Branco, Acre, 5 de agosto de 2021

Merkel se opõe à decisão de Trump sobre Jerusalém

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, afirmou nesta quinta-feira (7) que o status da cidade de Jerusalém deve ser negociado no contexto de uma solução de dois estados.

“É claro que, no âmbito da negociação de uma solução de dois estados, o status de Jerusalém também precisa ser tratado. É por isso que queremos que este processo seja retomado, mas não concordamos com a decisão de ontem a este respeito”, afirmou Merkel.

A chanceler também afirmou que a Alemanha apoia as resoluções das Nações Unidas para lidar com a disputa entre Israel e Palestina.

Na quarta-feira, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu Jerusalém como capital de Israel e pediu a transferência da embaixada estadunidense de Tel Aviv para a cidade. A comunidade internacional fez vários apelos para que Trump não tomasse essa decisão.

A medida é polêmica já que israelenses e palestinos requerem o domínio da cidade.

África

Merkel fez os comentários após reunir-se com o primeiro-ministro da Líbia, Fayez Serraj. Ela afirmou que enfatizou a necessidade das “imagens chocantes” de sofrimento que são registrados no país africano devem ser melhoradas.

Entre 400 e 700 mil migrantes vivem em condições “desumanas” no país, segundo a União Africana. A Líbia é um dos principais portos para quem pretende migrar para a Europa e a própria Organização das Nações Unidas (ONU) já reconheceu que a escravidão é uma “realidade chocante” no país. Com informações do Sputnik.

ALEAC

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.

error: Alert: O conteúdo está protegido !!