Rio Branco, Acre, 3 de agosto de 2021

Quebra pau na Câmara Municipal de Cruzeiro do Sul

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A sessão da Câmara Municipal de Cruzeiro do Sul, desta terça-feira (12), foi marcada por mais uma noite de polemicas, barracos e ofensas impublicáveis proferidas pelos vereadores Antônio Cosmo e Chaguinha Silva, contra o líder do PDT, Ronaldo Onofre. O vereador Chaguinha Silva, o “Chico Basil” da vez, não teria gostados da indicação do colega de partido, Ronaldo Onofre (PDT), como líder da bancada, e aos Gritos questionou a liderança de Onofre e o poder de indicação do presidente do Partido, Paulo Soriano, para indicar o líder da bancada.

Perdeu as estribeiras

De acordo com os presentes na sessão, o vereador Chaguinha Silva perdeu as estribeiras. Descontrolado, o vereador disse: “Eu não aceito ser mandado por liderança fajuta. Fui o mais votado do PDT e não aceito ser mandado por quem teve menos voto.”

Descontrolado

O Vereador Antônio Cosmo (PMDB), aquele mesmo dos projetos de abobrinhas (como o da mudança de nome da avenida Lauro Muller, para Ildefonso Cordeiro), fez jus a sua fama de ser despreparado, e xingou o vereador o Ronaldo Onofre com palavras de baixo Calão.

Consultem o Jurídico!

Antônio Cosmo, que embora tenha apenas o ensino médio, cursado num projeto de aceleração, costume pagar de Jurista, por ter sido ‘office boy’ de um advogado, nos anos noventa. Disse que o líder teria que ser o vereador Chaguinha Silva e que o caso deveria ser levado a consulta do setor jurídico da câmara.

Por que ninguém consulta o jurídico para a omissão da Câmara?

Ronaldo Onofre, rebateu as afirmações do vereador Antônio Cosmo, questionando, porque outras questões de maior gravidade da “casa” não são levadas ao plenário, e nenhum vereador pede consulta do setor jurídico.

Descontrole total

O vereador Antônio Cosmo, demonstrando total descontrole e desequilíbrio emocional, aos berros, disse: “vá tomar no olho do seu Piii…!

Levantou e foi embora

Revoltado com o que via e ouvia, o vereador João Keleu (PDT), que é evangélico, levantou da sua cadeira e foi embora. Segundo uma pessoa próxima ao vereador, keleu saiu do ambiente para não perder o controle, tamanha foi a revolta ao ouvir da boca do vereador Antônio Cosmo, as ofensas ao colega e líder do seu partido Ronaldo Onofre.

E não é a primeira vez

E não é a primeira vez, que a câmara municipal de Cruzeiro do Sul promove barracos desse tipo. Situação semelhante já aconteceu em pelo menos cinco oportunidades. A que gerou maior repercussão, foi o caso envolvendo o vereador Marivaldo Figueiredo (PMDB) e Franciney Melo (PT), onde por pouco não aconteceu vias de fato.

Um gentleman

O vereador Ronaldo Onofre, um homem preparado, empresário experiente e de uma família tradicional cruzeirense, se portou como um verdadeiro cavalheiro diante de toda cena patética promovida pelos colegas de parlamento. Mantendo o equilíbrio, permaneceu com a mesma postura, desmontando o vereador Antônio Cosmo, a ponto de fazê-lo, envergonhado, pedir desculpas pelos impropérios ditos ainda durante a sessão.

ALEAC

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.

error: Alert: O conteúdo está protegido !!