Rio Branco, Acre, 13 de junho de 2021

Proposta do Encontro de Governadores no Acre, SUS da Segurança é aprovado no Senado

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A proposta da criação do Sistema Único de Segurança Pública (Susp) consta na Carta do Acre, assinada pelos Estados durante o Encontro de Governadores Pela Segurança, ocorrida no último ano em Rio Branco. Na quarta-feira, 16, o Susp foi aprovado no Plenário do Senado, e segue agora para sanção presidencial.

O projeto prevê integrar os órgãos de segurança pública, no caso as polícias federais e estaduais e as secretarias de segurança, para atuarem de forma cooperativa, sistêmica e harmônica. Na Carta do Acre, os governadores acordaram pela “necessidade de unir esforços entre o governo federal e os Estados da Federação em ações planejadas, estruturadas, e integradas entre forças de segurança e inteligência de todos os níveis.”

O Encontro de Governadores foi articulado pelo governador Tião Viana, como uma ação concreta para combater o narcotráfico e a violência. Para o secretário de Segurança do Acre, Vanderlei Thomas, com a aprovação do projeto, o Congresso “dá um indicativo que o tema da segurança deve ser prioridade. Agora, o próximo passo é ocorrer os desdobramentos práticos para que o governo federal faça sua parte na distribuição de recursos, uma vez que sofremos as consequências da omissão federal em relação aos crimes transfronteiriços”.

Além de instituir o Susp, o projeto cria a Política Nacional de Segurança Pública e Defesa Social (PNSPDS), prevista para durar 10 anos, tendo como ponto de partida a atuação conjunta dos órgãos de segurança e defesa social da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios, em articulação com a sociedade. Além de definições sobre a política e o sistema unificado, o projeto trata de outros temas, como os recursos dos fundos e os meios e as estratégias para as questões da segurança pública nacional.

O Ministério de Segurança Pública será o responsável pela gestão do sistema integrado.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.