Preconceito? No Maracanã, acreana é barrada duas vezes ao tentar entrar com bandeira do Acre

De férias, no estado do Rio de Janeiro, a servidora federal de naturalidade acreana, Graça Jansen Lima, enfrentou um verdadeiro constrangimento na entrada do Maracanã, após tentar adentrar no estádio com uma bandeira do Acre. Entre sua programação de férias, estava assistir um jogo do seu time de coração, o Flamengo; jogo este que aconteceu nesta quarta-feira, 27, pelo Campeonato Carioca, em um clássico contra um de seus maiores rivais, o Fluminense.

Segundo Jansen, na entrada do estádio, os seguranças tentaram barra-la por duas vezes, pelo fato dela estar com a bandeira do Acreana. A alegação para ser barrada, foi devido a estrela vermelha, que na visão dos seguranças, poderia ser um ato político, haja vista que o Partido dos Trabalhadores (PT) tem como símbolo a estrela vermelha.

“Eu fui barrada porque eu estava com a minha bandeira, isso aqui é do Estado do Acre, onde é muito respeitado em qualquer lugar do Brasil. Estou muito magoada”, finalizou.