Rio Branco, Acre, 24 de setembro de 2020

Durante reunião, bancada discute preços abusivos de passagens aéreas no Acre

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Os preços absurdos para ir e vir no Acre de avião foi alvo de debate pela Bancada Federal que foi convocada pelo coordenador Sérgio Petecão (PSD), a pedido da Deputada Federal Jéssica Sales (MDB), para juntos cobrarem da empresa Gol Linhas Aéreas, explicações sobre valores que chegam a ultrapassar R$1.500,00 em trechos curtos como entre Cruzeiro do Sul à capital Rio Branco, com duração de apenas 50 minutos de voo. O caso já virou ação no Ministério Público do Estado do Acre.

O encontro ocorreu em Brasília na tarde da última terça-feira (07/04), com a participação Senador Sérgio Petecão, Senadora Mailza Gomes (PP), Deputadas Federais Mara Rocha (PSDB), Dra. Vanda Milani ( SD), Deputados Federais Flaviano Melo ( MDB), Pastor Manoel Marcos ( PRB) e Jesus Sérgio (PDT), todos foram incisivos na cobrança por respostas ao Diretor Executivo de Relações Institucionais da Empresa Gol Linhas Aéreas, Cláudio Borges, também presente à reunião. A Bancada Federal compreende que as tarifas praticadas pela empresa aérea, colocam o Vale do Juruá em situação de isolamento aéreo, considerando que os valores cobrados são alarmantes e incompatíveis com a realidade econômica da grande maioria.

A diferença tarifária no primeiro trimestre desse ano, por exemplo, variou de R$ 149,00 a R$ 320,00 reais por trecho. Para embarque no mesmo dia, variou de R$ 450,00 a R$ 550,00. A partir do dia 21 de março a tarifa sofreu aumento, ficando os valores estabelecidos em R$ 545,79 o trecho. O caso mais grave se deu no início do mês de abril quando a tarifa variou em R$ 1.155,00 a R$ 1.734,00.Realidade que se deu, mesmo após o Governo do Estado anunciar a redução da alíquota do ICMS do combustível de 25% para 3%.

O Diretor da Empresa Gol apresentou como justificativa, o cálculo de custos com combustível, aumento do dólar e a falta de planejamento dos usuários que não programam com antecedência a compra das passagens em menor custo. Segundo Cláudio Borges, a redução da cobrança do ICMS apresentada pelo governo do Estado, foi apenas para a empresa manter a operação no Acre, visto que em 2018, fechou o ano negativo.

Insatisfeitos com o argumentos apresentados, Jéssica e os demais Deputados e Senadores do Acre exigiram que a empresa áerea apresente uma política de tarifa diferenciada para o Acre, considerando as peculiaridades locais.

Ministério Público é acionado

O Ministério Público do Estado foi provocado pelo COMTUR – Conselho Municipal de Turismo de Cruzeiro do Sul, a mover ação e tomar providências cabíveis, no tocante à lei, para assegurar o direito de ir e vir dos cidadãos.

A Direção da Companhia Gol Linhas Aéreas, prometeu avaliar a possibilidade de oferecer melhores tarifas, alongando o prazo para compra de passagens promocionais.

O assunto também será discutido no âmbito da Comissão da Amazônia,  numa audiência pública proposta pelo Deputado Jesus Sergio ( PDT) prevista para a próxima semana na Câmara Federal, onde  a ANAC – Agência Nacional de Aviação e a Empresa Gol serão convidadas a apresentar a justificativa  sobre os valores abusivos.

“ Enquanto  representantes do povo acreano temos o dever de coibir os abusos e resguardar os direitos dos cidadãos como usuários dos serviços aéreos, que não é apenas um conforto, é necessidade. A população do Juruá não pode ficar no isolamento, essas tarifas estão majoradas e enquanto representantes dos acreanos temos o dever de cobrar respeito e buscar um entendimento com a empresa e usuários para que nenhuma das partes sejam prejudicadas”, acrescentou Jéssica Sales.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.