Rio Branco, Acre, 23 de setembro de 2020

VEJA O VÍDEO – “Estou sendo perseguido”, reclama empresário após ser preso em seu estabelecimento

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

O empresário Ralidson Junio da Silva, proprietário de um bar, localizado no centro de Cruzeiro do Sul, procurou a redação do O Jornal Juruá Em Tempo, para denunciar a ação “agressiva” [termo utilizado pela vítima] por parte de alguns policiais militares, durante o último final de semana em seu estabelecimento.

De acordo com relatos do mesmo, durante a madrugada do último sábado, 25, o expediente já havia se encerrado, quando os policiais chegaram no local abordando as pessoas que estavam na frente.

“O expediente já tinha acabado, quando eles chegaram aqui e nos abordaram. Como viram que não tinha como fazer nada contra o estabelecimento, que já estava fechado, eles multaram o meu carro, por estar aqui na frente, sendo que aqui não existe nenhuma proibição de estacionar e ele não estava com a documentação atrasada”, ressaltou o proprietário.

Após perceber que seria multado e chateado com a situação, o empresário utilizou-se de seu telefone celular, e começou a gravar a ação dos policiais no local. Em um dos vídeo, é possível perceber que ele para as gravações, quando  percebe que o policial esta se aproximando. Assista:

Após isso, o empresário adentrou em seu estabelecimento, e foi surpreendido quando um dos policiais adentrou até onde ele estava, para que pudesse lhe dar voz de prisão. Lá, ele foi algemado e colocado dentro de uma das viaturas e encaminhado à Delegacia de Policia Civil e posteriormente ao presídio Manoel Neri.

Neste momento, a esposa do empresário, que estava do lado de fora, começou a gravar toda a ação. Nas imagens, é possível ver o mesmo sendo algemado dentro do bar, e sendo levado para fora pelos policias. A mulher que gravou toda cena, também foi presa. Assista:

“Nós sofremos perseguição por parte de um destes policiais a muito tempo. A alguns meses atrás, nosso estabelecimento foi multado, sem as devidas rédeas; foi então que entrei na justiça, e lá, ganhei a causa. Desde então, isso vem acontecendo. Como empresário e cidadão brasileiro, espero que isso não se repita, enfim, sou uma pessoa de bem e pago todos os meus impostos. Sofrer um constrangimento desses, não é nada bom. Ainda mais, no local onde você trabalha. Da minha parte, espero que a justiça seja feita, e acredito que será”, ressaltou Junio da Silva.

A Corporação da Polícia Militar em Cruzeiro do Sul foi procurada para falar sobre o caso, mas até o fim desta matéria não conseguimos retorno. O espaço para todos segue em aberto.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.