Rio Branco, Acre, 27 de novembro de 2020

família vai enviar procuração para liberar corpo de 6ª vítima de explosão

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Jucicleide Ferreira da Silva, de 42 anos, morreu na manhã desta segunda-feira (8), três dias após ter morte encefálica decretada no hospital de Goiânia (GO), onde estava internada. Ela é uma das 18 vítimas da explosão de uma embarcação que ocorreu no dia 7 de junho, no Rio Juruá, no interior do Acre.

A informação foi confirmada na tarde desta terça pela cunhada da vítima, Eliete Rodrigues. Como não há parentes na cidade goiana, a família tenta, por meio de procuração, liberar o corpo para fazer traslado para o Acre.

“O rapaz que está com ela [amigo da família] foi para o Instituo Médico Legal (IML) porque precisa de uma procuração da família para poder conseguir liberar. Ela estava em Goiânia e a família ainda não sabe quando o corpo deve chegar. A gente mandou fazer a procuração no cartório para enviar”, disse.

Jucilceide era casada com Valdir Torquato da Silva, de 51 anos, que morreu no dia 27 de junho, no hospital no Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, Minas Gerais.

O casal, que tinha 16 filhos, morava no município de Marechal Thaumaturgo. Além dos dois, também está internado o filho caçula, Paulo Vítor da Silva, de 4 anos, que teve 25% do corpo queimado e apresentou um agravamento no quadro. Segundo a tia, ele precisou passar por cirurgia para colocar dois drenos no pulmão.

G1

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.