Rio Branco, Acre, 30 de outubro de 2020

Gladson Cameli garante que Depasa e Saúde não serão privatizados no Acre

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O governador Gladson Cameli (Progressistas) disse, na tarde desta segunda-feira (9), que os projetos que serão encaminhados ao poder legislativo não tratam especificamente de privatizações.

“Primeiro que não será enviado nenhum projeto de privatização do Depasa. O que existe é um projeto de saneamento não só no Acre, mas em outros estados e essa ajuda parte da iniciativa privada. Mas isso ainda precisa do apoio das prefeituras, ou seja, não é uma situação de governo”, explicou.

Com relação ao polêmico projeto “Instituto de Saúde”, Gladson voltou a dizer que não se trata também de privatização, mas de uma forma legal de encaixar os servidores do Pró-Saúde. “A legislação não me embasa mais a segurar esses servidores, não há justificativa legal. Eu já fiz vários concursos, mas muitos não passaram então, o meio foi esse de fazer esse instituto e absolver esses profissionais”, declarou.

O chefe do executivo estadual pontuou que assim que aprovada a matéria, os servidores do Pró-Saúde deverão ser lotados nas unidades de saúde do Estado que serão inaugurados, como por exemplo, o Instituto de Traumatologia do Acre (Into) e outros. “É uma forma deles não serem demitidos pois a justiça me mandou demitir, mas não fiz. Afinal foi uma das bandeiras de campanha. Eles ainda serão remunerados da mesma forma que os concursados”, argumentou.

  • POR SAIMO MARTINS, DO CONTILNET.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.