Rio Branco, Acre, 26 de outubro de 2020

Sexo frágil? Em Cruzeiro do Sul, mulheres praticam artes marciais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

As artes marciais vêm conquistando seu espaço ao longo dos anos. Essa pratica era realizada apenas por homens, mas isso mudou; de um tempo para cá, as mulheres mostraram que de ‘sexo frágil’ elas não tem nada.

Em Cruzeiro do Sul, a academia CT Naúas abriu suas portas e atendem diariamente várias mulheres que buscam aperfeiçoar  sua defesa pessoal, além de garantir uma melhor saúde, com a prática regular de lutas e exercícios.

O Sensei Eduardo Martins, responsável pela academia CT Naúas onde  trabalha há mais de 18 anos,  relatou que  de um tempo para cá, as mulheres conquistaram seu espaço nas artes marciais, os objetivos eram os mais diversos, entre eles, a defesa pessoal e eliminar o estresse da correria do dia.

“Não só aqui em nossa cidade, mas em todo Brasil as mulheres já são praticantes de artes marciais, e aqui em Cruzeiro do Sul estávamos tentando quebrar essas barreiras e inseri-las nesse meio, hoje já temos um bom números de mulheres que são praticantes, e esperamos que cada dia aumente mais”, concluiu.

Illana Oliveira, aluna da academia, relatou que as artes marciais, “especificamente o jiu jitsu,  é uma arte que se utiliza a técnica, não é necessário ter força, então além de  influenciar para manter a saúde em dia, deixa as mulheres mais seguras de si, faz perder peso, e dá uma turbinada no corpo da mulherada. Eu sou instrutora de dança, além de praticar jiu jitsu e MMA, me interessei pelo ramo e não parei mais”, completou.

  • Por Daiane Santiago.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.