Rio Branco, Acre, 25 de setembro de 2020

Família reconhece corpo encontrado no Rio Juruá, mas precisa aguardar resultado do DNA

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

A família do comerciante Raimundo Cabral Alves, de 60 anos, reconheceu o corpo encontrado às margens do Rio Juruá na última semana. O homem estava desaparecido desde o dia 28 de novembro.

Os parentes acreditam que ele foi assassinado após receber R$ 4 mil de uma conta das mercadorias que vendia.

Apesar do reconhecimento por parte da família, o corpo não foi liberado pelo IML para a família por que ainda é necessário o resultado do DNA, que pode demorar até 60 dias.

“A ossada que foi encontrada foi reconhecida pelo meu pai pelas roupas e arcada dentária. Infelizmente a gente não conseguiu trazer ele, o médico não quis liberar por que tinha que fazer o DNA. A gente só pede as autoridades para que saia logo o resultado desse DNA. Natal e Ano Novo vai ser muito triste para a gente por que não vamos conseguir trazer ele, só quando sair o resultado”, disse a sobrinha Artemiza Mendes.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.