Rio Branco, Acre, 23 de setembro de 2020

Detento que engoliu celular no presídio de Sena é submetido a cirurgia de emergência

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Um preso de 28 anos que não teve o nome revelado teve que passar por uma cirurgia de urgência, no Pronto Socorro de Rio Branco, para a retirada de um telefone celular que engoliu dentro do presídio de Sena Madureira, esta semana. O mesmo ficará em repouso pelo menos 5 dias e voltará a carceragem.

De acordo com policiais penais, o preso engoliu o celular para levá-lo a outro bloco do presídio Evaristo de Moraes, após sair da cela de triagem. No entanto, o objeto foi detectado no Scanner Corporal existente na Unidade prisional Evaristo de Moraes (UPEM).

Após várias tentativas sem sucesso de expelir o celular, o presidiário recebeu encaminhamento médico para a retirada do objeto – via cirurgia, o que ocorreu nesta sexta-feira (23). As imagens obtidas pelo grupo radar mostram parte do aparelho, que foi retirado pelos médicos durante a cirurgia.

Outro preso nas mesmas circunstâncias, conseguiu tirar o celular do estômago porque usou uma artimanha: deixou uma linha escondida na garganta e puxou o celular que estava amarrado a ela. O caso curioso e inconsequente causou espanto até mesmo na equipe plantonista, já que poderia afetar a saúde dos autores. Os internos não sabiam que o aparelho de Scanner Corporal do presídio havia voltado a funcionar.

  • IANCA COSTA, PARA CONTILNET.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.