Maternidade de Cruzeiro do Sul vai apurar morte de bebê

Após o pai prestar um boletim de ocorrência, acusando a Maternidade de Cruzeiro do Sul de negligência. A instituição se pronunciou e disse que vai apurar o caso do bebê que moreu na última sexta-feira, 21.. Segundo a família, o óbito se deu pela demora da unidade de saúde em realizar o parto (cesariana).

Em nota, a Maternidade afirmou que a gestação de Lucimeire Silva (mãe) não ultrapassou 42 semanas e que após a tentativa de parto normal dela a equipe de enfermagem obstétrica verificou um sinal de alerta – bradicardia fetal, que indicou a necessidade do parto cesárea.

Ainda segundo a instituição, a criança apresentou complicações cardiorrespiratórias, após o nascimento, sendo encaminhada pela pediatria para a Unidade de Cuidado Intensivo Neonatal (UCIN). E mesmo tendo recebido todos os procedimentos necessários, não resistiu e faleceu às 9h35.

A coordenação da Maternidade afirmou que até o momento nenhum indício de má conduta foi constatado, por parte do corpo de profissionais. Mas, mesmo assim, o caso será investigado pela direção.