Ministério Público do Acre vai analisar vídeo em que militares constrangem “maconheiros” na Ufac

O Ministério Público do Acre vai analisar o vídeo em que policiais militares aparecem fazendo abordagem dentro do campus da Universidade Federal do Acre (Ufac), de possíveis usuários de entorpecentes. No vídeo, um dos militares diz que terá o maior prazer em levar os “estudantes” para a delegacia e fichá-los como usuário.

De acordo com o MPAC, o promotor de Justiça Teotônio Rodrigues Soares Júnior, que responde, em substituição, pelo Centro de Apoio Operacional do Controle Externo da Atividade Policial e Fiscalização dos Presídios, já está de posse das imagens. Por meio de nota, ele afirma que “após essa análise, irá se manifestar sobre o ocorrido”.

O caso ganhou repercussão após o jornalista Itaan Arruda, da TV Gazeta, alertar para o risco dos militares estarem cometendo abuso de autoridade. Além disso, Itaan mencionou que a sociedade brasileira não está preparada para um debate mais amplo em torno da liberação do uso controlado de algumas substâncias, como é o caso da maconha, já concebida a venda controlada em países como o Uruguai.

Nesse sentido, Teotônio Rodrigues disse que também vai analisar o material jornalístico. “Informou que irá analisar o vídeo, bem como todo conteúdo jornalístico sobre o assunto”.
Noticias da Hora