No Acre, adolescente de 17 anos é resgatada de ‘tribunal do crime’ pela PM

Uma adolescente de 17 anos foi resgatada por uma equipe da Polícia Militar de Sena Madureira, interior do Acre, antes de ser assassinada pelo ‘tribunal do crime’. O caso ocorreu na madrugada desta terça-feira (24), no Centro do município.

Quatro pessoas foram presas e dois menores apreendidos. A Polícia Disse que na casa onde os criminosos estavam era realizada uma festa.

“Teve uma denúncia anônima, mas a guarnição tinha visto a aglomeração de pessoas na casa que já é conhecida da polícia por ter aglomeração”, explicou o tenente da PM-AC Fábio Diniz.

O tenente acrescentou que a vítima ia ser executada porque o grupo achava que ela estava vinculada a uma organização criminosa rival. A adolescente, segundo a PM-AC, era espancada com uma ripa quando foi socorrida.

“Levou pancadas nas costas, cabeça e ficou com o braço bastante machucado. Tinha foto dela fazendo menção a outra facção, o bairro que mora também é de outra facção e estava mandando mensagem para o pessoal desse bairro”, complementou o tenente.

Vítima suspeita de roubo

A PM-AC relatou ainda que a adolescente foi levada para o hospital para atendimento médico e na manhã desta terça (24) foi à delegacia do município para ser ouvida. Porém, ao chegar na delegacia, foi reconhecida por uma pessoa que teve o celular roubado na manhã de segunda (23).

“Os militares apreenderam os celulares e levaram para a delegacia. Quando ela chegou na delegacia a vítima do roubo reconheceu ela. Foi para o MP, onde teve audiência, se for réu primária deve responder em liberdade. Tomou o celular e saiu correndo”, concluiu.

  • G1.